VKontakte pede aos EUA para exclui-lo de lista anual de pirataria

Perda de credibilidade pode diminuir volume de receita da maior rede social russa Foto: Gazeta Russa

Perda de credibilidade pode diminuir volume de receita da maior rede social russa Foto: Gazeta Russa

Diretoria da maior rede social russa pediu ao escritório de Comércio Exterior dos EUA (USTr, na sigla em inglês) para não incluir o site no “Relatório Especial 301”, um documento anual sobre respeito à propriedade intelectual.

A diretora-jurídica do VKontakte, Maria Klimenko, publicou um comentário no site do escritório americano e anexou uma carta redigida pelo diretor da companhia russa Dmítri Sergueiev. O USTr está elaborando a nova lista para 2014 e, para tanto, vem recolhendo opiniões das partes interessadas.

A Motion Picture Association of America (MPAA) e a Recording Industry Association of America (RIAA) apresentaram relatórios ao escritório norte-americano sobre os problemas de pirataria no mundo, e o VKontakte foi o primeiro a ser mencionado.

A presença do VKontakte na lista pode prejudicar seus negócios, já que muitas empresas internacionais mantêm restrições para cooperação com as companhias listadas, e a rede social russa arrecada cerca de 50% de sua receita por meio de publicidade. 

Em sua carta, Sergueiev disse o VKontakte sempre assina um acordo de usuário restringindo a inserção de conteúdo sem licença na rede social, e a empresa não pode ser responsável por ações de usuários e terceiros.

Segundo o diretor da companhia russa, os proprietários dos direitos autorais podem apresentar um pedido ao VKontakte, que já processou cerca de 450 mil reclamações contra pirataria por meio de um formulário especial no site. Do total, 60.000 denúncias foram rejeitadas; o restante foi contemplado, e o conteúdo em questão acabou sendo deletado. 

A diretoria do VKontakte também afirmou tomar medidas para eliminar todos os aplicativos que permitem o download de conteúdo da rede social.

 

Publicado originalmente pela agência Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.