Avião russo leva ajuda humanitária a países atingidos pelo ebola

Embora o avião não tenha pousado na Libéria, Serra Leoa ou Guiné, a tripulação tomou medidas de proteção Foto: AFP/East News

Embora o avião não tenha pousado na Libéria, Serra Leoa ou Guiné, a tripulação tomou medidas de proteção Foto: AFP/East News

Um avião de carga Antonov-124-100 Ruslan transportou cinco contêineres de 18 toneladas a cinco países da África Ocidental onde há surto do vírus ebola.

A entrega de ajuda humanitária aconteceu em cinco países do continente africano: Congo (Kinshasa), onde a cepa do vírus ebola é diferente do que na África Ocidental; Gana (Accra), onde a está situado um centro de logística para os países que sofrem com a epidemia do vírus; bem como Mali (Bamako), Guiné-Bissau (Bissau) e Costa do Marfim. Cada país recebeu um contêiner.

A ajuda foi prestada pela empresa Volga-Dnepr, em conformidade com as recomendações do Conselho de Segurança da ONU. Embora o avião não tenha pousado na Libéria, Serra Leoa ou Guiné, a tripulação tomou medidas de proteção.

“Recebemos instruções para deixar a carga sem estabelecer contato. Estamos usando roupas de proteção, óculos, luvas e botas. O avião é desinfetado a todo momento, como medida preventiva”, disse o engenheiro sênior do avião que realizou o transporte, Nail Bassirov.

Segundo ele, apesar de o centro do epidemia ser próximo aos locais de entrega, os aeroportos de destino estão funcionando regularmente. “Tudo está funcionando, mas é claro que as medidas de proteção estão sendo observadas”, disse.

 

Publicado originalmente pela agência Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.