Kiev inicia construção de muro na fronteira com a Rússia

Autoridades em Kiev encaram Rússia como "agressor que ameaça a integridade territorial da Ucrânia" Foto: Reuters

Autoridades em Kiev encaram Rússia como "agressor que ameaça a integridade territorial da Ucrânia" Foto: Reuters

Barreira física visa a bloquear o fluxo de combatentes e armas através da fronteira e supostamente proteger os ucranianos do ex-vizinho soviético, qualificado como um “agressor” por Kiev.

“Por ordem do presidente ucraniano Petrô Porochenko, foi iniciado o trabalho prioritário de instalação de fortificações e montagem de barreiras em certos trechos da fronteira”,  declarou o comando das forças antiterroristas da Ucrânia em sua página no Facebook nesta quarta-feira (10).

“Foram planejadas duas linhas de defesa, e seu principal objetivo é impedir que o adversário se infiltre no território da Ucrânia”, diz a publicação.

As linhas de defesa vão incluir um trecho de 60 quilômetros de barreira sem explosivos, e milhares de quilômetros de trincheiras para militares, veículos blindados e linhas de comunicação, além de 4.000 abrigos subterrâneos para o exército.

O primeiro-ministro ucraniano, Arseni Iatseniuk, anunciou o início do “Project Wall” no início deste mês. Em discurso na semana passada, Iatseniuk disse que o país precisava de uma nova doutrina militar, “definindo claramente quem é o agressor e quem representa uma ameaça”.

“Na nova doutrina militar, a Rússia deve ser reconhecida como a única ameaça e como um agressor que ameaça a integridade territorial da Ucrânia”, acrescentou.

 

Publicado originalmente pelo jornal The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.