Filha de Che Guevara sugere união entre Rússia e Cuba

Em visita à capital russa, Aleida Guevara participou de reuniões com diplomatas latino-americanos Foto: Reuters

Em visita à capital russa, Aleida Guevara participou de reuniões com diplomatas latino-americanos Foto: Reuters

Aleida Guevara ressaltou importância da unidade das nações diante de “inimigo comum”.

Durante breve visita a Moscou na semana passada, a filha mais velha do revolucionário cubano Che Guevara, Aleida Guevara, participou de reuniões com diplomatas latino-americanos, estudantes cubanos, professores da Universidade da América Latina, e representantes de associações públicas russas.

“A desunião dos povos é muito perigosa diante das ameaças de hoje em dia”, declarou na ocasião. Aleida Guevara recordou os ideais de seu pai, que se tornara um símbolo da revolução em Cuba e da luta dos latino-americanos por independência.

“A unidade das nações é o único método para a imposição de resistência a um inimigo comum”, acrescentou.  Segundo Aleida, a civilização humana está atravessando um período incrível de renovação histórica.

“Agradeço ao povo russo pela calorosa recepção e hospitalidade”, continuou, acrescentando que os russos ainda lembram e nutrem admiração por seu pai, assim como os cidadãos cubanos costumam ter apreço pelos russos.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.