Ministério russo exige que Kiev interrompa detenções ilegais de jornalistas

Foto: Reuters

Foto: Reuters

Repórteres de canal estatal foram presos pela Guarda Nacional ucraniana no domingo passado (16). Ministério agradeceu apoio da imprensa russa.

“Em 16 de junho, os repórteres russos Evguêni Davidov e Nikita Konachenkov, que trabalham para o canal de televisão Zvezda, foram libertados”, diz uma nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia publicada no mesmo dia.

“Os jornalistas foram libertados graças a um trabalho persistente de todas as agências russas, com a participação ativa e apoio da imprensa nacional”, continua.

No documento, o Kremlin também insiste para que as detenções ilegais de jornalistas russos na Ucrânia sejam interrompidas, bem como seja garantido o direito à cobertura livre e objetiva dos acontecimentos no país.

No domingo passado (15), o canal russo Zvezda, dirigido pelo Ministério da Defesa russo, noticiou que Davidov e Konachenkov tinham sido detidos no posto de segurança da Guarda Nacional próximo a Pokrovskoie, e depois conduzidos para a cidade de Dnepropetrovsk.

O canal informou que os repórteres estavam em uma viagem de assuntos oficiais e tinham todos os documentos necessários e passagens aéreas para retornar à Rússia.

O avião com os repórteres libertados desembarcou na própria segunda em Moscou.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.