Professora polonesa é punida por defender posição da Rússia

Anna Razni assinou uma carta aberta de apoio à política da Rússia em relação à situação na Ucrânia Foto: Reuters

Anna Razni assinou uma carta aberta de apoio à política da Rússia em relação à situação na Ucrânia Foto: Reuters

Anna Razni assinou uma carta aberta de apoio à política da Rússia em relação à situação na Ucrânia, informa a RIA Nóvosti.

O Conselho da Faculdade da Universidade Jaguelônica da Polônia, em Cracóvia, se recusou a apoiar o pedido para continuação dos trabalhos científicos da professora Anna Razni, que assinou uma carta aberta de apoio à política da Rússia em relação à situação na Ucrânia, informou a RIA Nóvosti .

"O Conselho da Faculdade, por meio de votação secreta, me puniu muito seriamente ao não apoiar o pedido de continuação do meu trabalho de pesquisa na Universidade Jaguelânica. No entanto, espero que o reitor da nossa universidade anule esta decisão do Conselho e, com isso, mostre que na Universidade de Jaguelônica trabalham e colaboram com sucesso pessoas com diferentes pontos de vista", disse Razni.

De acordo com ela, no mundo civilizado, as pessoas devem ter o direito de defender pontos de vista diferentes e, mais ainda, de expressá-los em público e poder discuti-los sem sofrer retaliações.

 

Publicado originalmente pelo Vzgliad

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.