Ministro desmente instalação de novas bases militares russas na América Latina

Lavrov: “Não haverá bases, pois não precisamos delas” Foto: ITAR-TASS

Lavrov: “Não haverá bases, pois não precisamos delas” Foto: ITAR-TASS

Kremlin não vai instalar bases militares na América Latina, mas algumas estações locais devem fornecer reparo e manutenção para os navios de guerra russos, informou o chanceler Serguêi Lavrov.

Em um programa de TV no último sábado (17), o ministro avaliou sua recente turnê por países da América Latina – Cuba, Nicarágua, Chile e Peru.

“Não haverá bases, pois não precisamos delas”, disse Lavrov. “A nossa Marinha deve ter a oportunidade de percorrer oceanos, e, por isso, estações de reparo e manutenção são necessárias para abastecê-los, descanso e pequenos consertos.”

“Não estamos com pressa de instalar estações semelhantes em todos os países”, disse o ministro. “Vamos considerar ofertas e abri-las nos países onde as condições oferecidas pelos governos anfitriões se mostrem ideais para os nossos marinheiros.”

Em março passado, a informação de que a Rússia estaria planejando construir novas bases militares em países estrangeiros inundou a imprensa internacional. Nicarágua, Cuba, Venezuela e Argentina foram apontadas como como possíveis localizações.

Na época, o vice-ministro da Defesa russo, Anatóli Antonov, adiantou que o país estava mantendo negociações sobre estações de manutenção e reparo, e que não tinha intenções de implantar unidades permanentes das Forças Armadas na América Latina.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.