Kremlin critica inércia diante de incidentes com jornalistas russos na Ucrânia

Equipe de televisão da Rússia foi recentemente deportada da Ucrânia Foto: Getty Images/Fotobank

Equipe de televisão da Rússia foi recentemente deportada da Ucrânia Foto: Getty Images/Fotobank

Ministério dos Negócios Estrangeiros russo demonstrou indignação com o crescente número de incidentes envolvendo jornalistas russos na Ucrânia. Segundo diplomacia russa, as agências internacionais e a comunidade dos direitos humanos “fecham os olhos para o problema”.

“Somos mais uma vez obrigados a chamar a atenção da senhora Dunja Mijatovic, representante para liberdade dos meios de comunicação da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, sobre a importância de mostrar reações imediatas, e não seletivas, em relação às repressões em massa contra jornalistas, que caminham lado a lado com as operações militares realizadas pelo regime de Kiev no leste da Ucrânia", diz um comunicado do ministério.

Na sexta-feira passada (25), uma equipe do canal russo LifeNews foi detida na Ucrânia. Uma das testemunhas disse que “homens armados colocaram os jornalistas de joelhos e, em seguida, foram levados para longe”.  A jornalista  Iúlia Pustoplesnova e o cinegrafista Mikhail Pudovkin foram deportados da Ucrânia de volta para a Rússia.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.