Moscou culpa Ocidente pelos novos confrontos em Kiev

Moscou solicita à oposição ucraniana para voltar ao diálogo com o governo Foto: Photoshot / Vostock-Photo

Moscou solicita à oposição ucraniana para voltar ao diálogo com o governo Foto: Photoshot / Vostock-Photo

Ministério das Relações Exteriores pediu que a oposição reestabeleça o diálogo com as autoridades locais.

“O que está acontecendo agora é resultado direto da política de conivência conduzida pelos políticos ocidentais e instituições europeias, que desde o início da crise fecham os olhos às ações agressivas das forças radicais da Ucrânia, encorajando-as assim à escalada de provocação em relação à autoridade legítima”, lê-se na nota divulgada pela assessoria de imprensa do Ministério de Relações Exteriores russo nesta terça-feira (18).

No mesmo documento, Moscou solicita à oposição ucraniana para voltar ao diálogo com o governo. “Mais uma vez exortamos a oposição ucraniana a pôr de lado as ameaças e ultimatos e a estabelecer o diálogo produtivo com o governo para encontrar caminhos de tirar o país da crise profunda em que se encontra”, continua.

Ainda de acordo com o órgão russo, “os milicianos que os líderes da oposição chamaram para uma ‘ofensiva pacífica’ estão espancando e apedrejando os agentes da lei, incendiando carros e destruindo farmácias”, entre outras coisas. “A oposição já não consegue controlar a situação, demonstrando desprezo pela ordem pública e bom senso.”

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Interfax

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies