Moscou culpa Ocidente pelos novos confrontos em Kiev

Moscou solicita à oposição ucraniana para voltar ao diálogo com o governo Foto: Photoshot / Vostock-Photo

Moscou solicita à oposição ucraniana para voltar ao diálogo com o governo Foto: Photoshot / Vostock-Photo

Ministério das Relações Exteriores pediu que a oposição reestabeleça o diálogo com as autoridades locais.

“O que está acontecendo agora é resultado direto da política de conivência conduzida pelos políticos ocidentais e instituições europeias, que desde o início da crise fecham os olhos às ações agressivas das forças radicais da Ucrânia, encorajando-as assim à escalada de provocação em relação à autoridade legítima”, lê-se na nota divulgada pela assessoria de imprensa do Ministério de Relações Exteriores russo nesta terça-feira (18).

No mesmo documento, Moscou solicita à oposição ucraniana para voltar ao diálogo com o governo. “Mais uma vez exortamos a oposição ucraniana a pôr de lado as ameaças e ultimatos e a estabelecer o diálogo produtivo com o governo para encontrar caminhos de tirar o país da crise profunda em que se encontra”, continua.

Ainda de acordo com o órgão russo, “os milicianos que os líderes da oposição chamaram para uma ‘ofensiva pacífica’ estão espancando e apedrejando os agentes da lei, incendiando carros e destruindo farmácias”, entre outras coisas. “A oposição já não consegue controlar a situação, demonstrando desprezo pela ordem pública e bom senso.”

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Interfax

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.