Rosneft obtém participação majoritária em projeto Solimões

Sucursal brasileira da gigante do petróleo vai controlar 51% da exploração em afluente do Amazonas Foto: AFP/East News

Sucursal brasileira da gigante do petróleo vai controlar 51% da exploração em afluente do Amazonas Foto: AFP/East News

Sucursal brasileira da gigante do petróleo russa chegou a um acordo com a HRT sobre a aquisição de um pacote de participação adicional de 6% no projeto Solimões.

De acordo com nota de imprensa da Rosneft, a participação vai ser adquirida da HRT O&G (afiliada da HRT) pela Rosneft Brasil, que vai controlar 51% no projeto Solimões e se tornar a operadora do projeto.

Além disso, a Rosneft vai adquirir quatro unidades móveis de perfuração da HRT O&G. Os acordos foram assinados no Rio de Janeiro em uma cerimônia que contou com a presença dos presidentes da Rosneft, Igor Sétchin, e da HRT, Milton Romeu Franke.

As partes acordaram as condições básicas a respeito dos contratos e planejam assinar os acordos finais até o final de janeiro de 2014. A compra será finalizada após aprovação final da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

Sétchin declarou que a Rosneft estava satisfeita em expandir sua presença em um projeto tão promissor como o Solimões e aguardava uma cooperação frutífera e mutuamente benéfica com a HRT.

Franke, por sua vez, disse que a empresa estava determinada a avançar a cooperação com a Rosneft para desenvolver e rentabilizar os recursos do projeto.

A Rosneft assumiu o projeto no Brasil depois de ter comprado a companhia anglo-russa TNK-BP, que havia assinado um contrato com a HRT para adquirir uma participação de 45% na bacia de Solimões, no primeiro semestre de 2011.

O projeto consiste em 21 áreas de exploração na bacia do rio Solimões, afluente do Amazonas. De acordo com a consultoria DeGolyer &MacNaughton, a participação de 45% no projeto equivale a reservas de 789 milhões de barris de petróleo.

 

Publicado originalmente pela agência ITAR-TASS

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.