Partido Pirata oferece servidores a Nasa diante de crise do governo americano

Site da agência espacial dos EUA foi desligado devido à falta de financiamento do governo federal Foto: wikipedia.org

Site da agência espacial dos EUA foi desligado devido à falta de financiamento do governo federal Foto: wikipedia.org

Partido Pirata ofereceu à Nasa o uso de seus servidores para hospedar temporariamente o site da agência espacial dos EUA, que foi desligado “devido à falta de financiamento do governo federal”.

A Nasa deveria estar celebrando o seu 55º aniversário nesta semana, mas foi obrigada a enviar avisos de licença, em vez de convites de aniversário, para quase todos os seus 18 mil funcionários por causa da paralisação do governo americano.

“Gostaríamos de oferecer servidores na nossa plataforma de hospedagem até o fim da crise”, declarou o Partido Pirata em um comunicado publicado em seu site nesta quinta-feira (3).

“Defendemos a privacidade na internet e, por isso, vocês não teriam que se preocupar com programas como o PRISM e outras atividades ilegais dos serviços secretos de países diversos. Seu tráfego, sua atividade e a atividade de seus usuários estarão seguros”, continua o comunicado.

Fundado em 2009, o Partido Pirata é um movimento público em plena atividade na Rússia, embora o Ministério da Justiça tenha se recusado a registrá-lo como um partido político sob alegação de que o nome “pirata” se refere a uma infração penal.

O partido reivindica representatividade com 5.000 candidatos em 48 regiões e, pelo menos, 30 mil seguidores no país inteiro. Os objetivos declarados do partido incluem a promoção de democracia on-line, liberdade de informação e proteção da privacidade.

O Partido Pirata supostamente opera com um orçamento mensal de 6.000 rublos (US$ 200).

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.