Snowden concorrerá a prêmio internacional sobre liberdade de pensamento

Snowden recebeu asilo temporário na Rússia no final de julho Foto: Reuters

Snowden recebeu asilo temporário na Rússia no final de julho Foto: Reuters

Representantes de esquerda do Parlamento Europeu votaram a favor da inclusão do ex-consultor da CIA no Prêmio Sákharov.

Nesta segunda-feira (30), os legisladores do Parlamento Europeu selecionaram os candidatos que vão compor a lista final do Prêmio Sákharov durante votação secreta. A lista também inclui três dissidentes bielorrussos presos e o ativista paquistanês Malala Yousafzai, que é um dos favoritos ao prêmio.

Snowden, especialista em computação e ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional, virou o foco da atenção internacional durante o verão passado, depois de liberar provas confidenciais de programas de vigilância do governo dos EUA para a imprensa.

Snowden fugiu para Hong Kong e depois para Moscou, onde recebeu asilo temporário no final de julho, apesar dos repetidos pedidos de extradição de Washington.

Os líderes parlamentares vão anunciar o vencedor no próximo dia 10, e a cerimônia de premiação será realizada em Estrasburgo no mês de dezembro.

O prêmio de US$ 65 mil dólares, cujo nome foi dado em homenagem ao cientista e dissidente soviético Andrei Sákharov, vem sendo concedido pelo Parlamento Europeu anualmente desde 1988, para homenagear os maiores representantes dos direitos humanos e da liberdade de expressão.

Entre os vencedores dos anos anteriores estão revolucionário e ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, o dissidente chinês Hu Jia, e a ONG francesa que defende a liberdade de imprensa Repórteres Sem Fronteiras.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.