Comissão brasileira pode se encontrar com Snowden na Rússia

Maior quantidade possível de informação concedida pessoalmente por Edward Snowden poderia ser aproveitada como meio de defesa Foto: Reuters

Maior quantidade possível de informação concedida pessoalmente por Edward Snowden poderia ser aproveitada como meio de defesa Foto: Reuters

Parlamentares do Brasil querem conversar com ex-analista da CIA sobre casos de espionagem americana.

Nos últimos dias, os meios de comunicação social brasileiros noticiaram que os serviços secretos norte-americanos mantiverem controle sobre mensagens telefônicas e correspondência eletrônica trocada entre a presidente Dilma Rousseff e seu homólogo mexicano, Enrique Pena Nieto, bem como nos círculos próximos às duas autoridades.

Por esse motivo, o deputado Ivan Valente teve a iniciativa de solicitar à Rússia que faça o intermedio entre uma comissão especial do Brasil e Edward Snowden, ex-funcionário da CIA que está foragido na Rússia, após ter revelado um amplo programa de espionagem do governo americano. De acordo com a Agência Brasil, representantes da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional estiveram nesta terça-feira (17) com o embaixador russo no Brasil, Serguêi Okopov, para tratar de uma possível ida de missão parlamentar brasileira a Moscou. 

“Snowden é responsável pela denúncia de um dos maiores esquemas de espionagem na história. A informação por ele difundida é muito grave e (...) é importante ouvir diretamente dele como funcionam esses programas”, declarou Valente em entrevista à rádio Voz da Rússia.

Em sua opinião, a maior quantidade possível de informação concedida pessoalmente por Edward Snowden poderia ser aproveitada como o melhor meio de defesa.

“Não pretendemos fazer declarações nem divulgar nada na Rússia. Simplesmente queremos questionar Snowden sobre os pormenores e obter o máximo de informação relacionada diretamente com Brasil. Essa informação será difundida e publicada só no Brasil”, acrescentou o deputado.

Após a divulgação do caso de espionagem, o governo brasileiro declarou que a visita da presidente Dilma Rousseff aos EUA, em fase de preparativos, poderia ser cancelada.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.