Snowden deixa aeroporto de Moscou

Procurado pelo governo americano, Snowden havia solicitado asilo político para 21 países Foto: AFP / East News

Procurado pelo governo americano, Snowden havia solicitado asilo político para 21 países Foto: AFP / East News

Ex-técnico da CIA recebeu asilo temporário de um ano na Rússia. Porém, seu paradeiro foi mantido em segredo.

O ex-técnico da CIA Edward Snowden recebeu os documentos do Serviço Federal de Migração, permitindo-lhe sair do aeroporto Cheremetievo, em Moscou, onde permanecia escondido na zona de trânsito desde 23 de junho.

Snowden deixou o aeroporto rumo a um local não revelado, informou o canal Rossia 24 nesta quinta-feira. Citado pelo veículo, o advogado russo que estava ajudando Snowden a obter asilo, Anatóli Kutcherena, disse que o paradeiro do fugitivo não seria revelado a fim de protegê-lo.

“Pelas nossas informações, ele já deixou a área do aeroporto”, disse um representante do aeroporto moscovita citado pela agência RIA Nóvosti.

O canal Rossiya 24 noticiou ainda que Snowden recebeu asilo temporário do Serviço Federal de Migração.

Edward Snowden, ex-consultor da Agência de Segurança Nacional, divulgou uma ordem judicial secreta para a mídia no início de junho, revelando que a empresa de telefonia Verizon estava sendo obrigada a fornecer dados de milhões de clientes às autoridades norte-americanas. Ele também revelou que o programa de vigilância Prism, que permitia à CIA e ao FBI acessar o banco de nove empresas de internet dos EUA e coletar informações sobre seus usuários, incluindo e-mails e pesquisas na rede.

Snowden chegou a Moscou vindo de Hong Kong no dia 23 de junho e pediu asilo político a 21 países, incluindo a Rússia e a Venezuela. Com a ajuda do advogado Anatóli Kutcherena, Snowden entrou com um pedido formal de asilo temporário na Rússia junto ao Serviço Federal de Migração no último dia 16. Uma vez concedido o asilo temporário, Snowden pode permanecer na Rússia por até um ano.

Desde então, no entanto, Snowden disse que gostaria de ficar permanentemente na Rússia, segundo comentários feitos por Kutcherena na televisão.

Snowden é procurado pelos Estados Unidos por acusações que incluem espionagem, e pode pegar até 30 anos de prisão se for condenado. O governo dos EUA tem pressionado vários países, incluindo a Rússia, para que não concedam asilo a Snowden.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow News

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.