InterSeliguer reuniu jovens líderes de 139 países

InterSeliguer 2013 aconteceu na região de Tver, a cerca de 380 km de Moscou Foto: Vsevolod Púlia

InterSeliguer 2013 aconteceu na região de Tver, a cerca de 380 km de Moscou Foto: Vsevolod Púlia

Evento de caráter multicultural ajuda participantes a divulgar ideias e estabelecer redes de trabalhos internacionais.

A recente rodada do fórum internacional Seliguer (InterSeliguer), realizada entre os dias 22 e 27 julho na região de Tver, a cerca de 380 km de Moscou, reuniu este ano uma quantidade de pessoas sem precedentes. No total, 800 seliguerianos (seligerians), como os membros se autodenominam, vindos de 139 países, difundiram seus projetos e fizeram contatos para futuras parcerias.

“Mesmo demorando uma semana para chegar, passando a noite em aeroportos e perdendo bagagem, as pessoas ainda chegam ao Seliguer para se encontrar com jovens do mundo todo e conhecer a Rússia, um sonho para muitos”, conta o líder do InterSeliguer, Aleksandr Selivanov,.

Jovens participantes do jogo de negócios “Model United Nations”, realizado no âmbito do InterSeliguer, receberam o apoio do secretário-geral da ONU, Ban-Ki-Moon, que enviou uma mensagem especial, convocando-os a encontrar pessoas afins e buscar uma mudança progressiva no mundo. “Continuem a aprimorar suas habilidades para inspirar outros a realizarem grandes obras”, dizia a transmissão do diplomata.

Além de Ban Ki-Moon, especialistas e professores serviram de inspiração ao ministrarem uma série de palestras e oficinas desde a arte de ser líder até etapas práticas para abrir sua própria loja on-line. Sam Potolicchio, professor da Universidade de Georgetown, foi pela segunda vez ao fórum para dar uma palestra sobre Relações Públicas, carisma, liderança e crescimento pessoal.

“A melhor coisa sobre este fórum é a energia, estudantes inspirados e a diversidade de culturas”, avalia Sam. A Rússia se tornou uma segunda casa para ele, pois, além de professor em Washington, DC, ele supervisiona o programa de educação especial na Academia Nacional de Economia da Rússia.

Foto: Vsevolod Púlia

A participante Katrina, da Letônia, comemorou a oportunidade de se reunir com “os líderes de amanhã”, como descreveu o grupo. Os jovens que comparecem ao Séliguer são, em sua maioria, chefes de movimentos juvenis nacionais e grandes associações estudantis. “Devemos, portanto, trabalhar com os jovens líderes, para que façam do Seliguer sua principal agenda para o futuro próximo”, explica Selivanov.

Porém, os presentes não esperavam tamanha multiculturalidade na composição do fórum. “Quando pessoas de diferentes países são capazes de conversar olho no olho com o seu interlocutor, começam a entender melhor umas às outras”, comenta a chinesa Wi Zi.

Foto: Vsevolod Púlia

Desde o ano passado, o evento ganho uma nova configuração bem diferente daquela antiga ideologia do fórum assumidamente pró-Putin, composto por jovens do movimento “Nachi” (Nossos). Selivanov acredita que o InterSeliguer desempenha atua;mente a função das antigas universidades soviéticas, para onde convergiam jovens do mundo todo buscando educação de qualidade. “Queremos que nossos membros voltem para casa elogiando a Rússia”, conclui Selivanov.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.