Rússia foca em acordos para eliminação de vistos

De acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguêi Lavrov, se espera a abolição de vistos com todos os países da Celac Foto: ITAR-TASS

De acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguêi Lavrov, se espera a abolição de vistos com todos os países da Celac Foto: ITAR-TASS

País segue negociações sobre a abolição de vistos com a União Europeia, enquanto número de países da América Latina que já cancelaram os vistos aumenta rapidamente.

A Rússia mostrou várias vezes sua abertura na política externa e seu apoio à integração mundial. Um passo muito importante nessa direção é a eliminação de vistos para a entrada no país.

Geralmente, trata-se de um processo bilateral: os países que recebem o direito de visitar a Rússia sem autorização especial devem abrir suas fronteiras aos turistas russos.

No próximo ano, a maioria dos russos receberá passaportes biométricos com normas internacionais e modernos sistemas de leitura de dados digitais serão instalados em todas as fronteiras do país.

A América Latina é o beneficiário principal desse processo de abertura de fronteiras. Moscou já assinou contratos de eliminação de vistos com vários países da Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos), incluindo Brasil, Chile, Argentina, Venezuela, Peru e Equador.

De acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguêi Lavrov, se espera a abolição de vistos com todos os países da Celac.

“Isso seria uma contribuição muito importante à melhoria das nosso relações, à criação de condições muito mais favoráveis para a comunicação entre as pessoas e, em geral, ao desenvolvimento de todos os tipos de relações entre a Rússia e os países da América Latina”, declarou Lavrov.

As relações oficiais entre Moscou e a Celac, composta por 33 países da América Latina, começaram em 2012 durante as sessões da Assembléia Geral da ONU em Nova York.

O primeiro-ministro da Rússia, Dmítri Medvedev, também apoia a medida.

“A simplificação do regime de vistos estimula o desenvolvimento do turismo, de pequenas empresas e do intercâmbio científico, cultural e educacional“, declarou o premiê russo durante a reunião de chefes de governo dos países do conselho Euro-Ártico do mar de Barents.

Medvedev também falou que depois da assinatura do acordo sobre a simplificação de viagens com a Noruega, em 2010, as relações bilaterais entre os dois países melhoraram significativamente.

UE

No entanto, o objetivo mais importante é abolição de vistos com a União Europeia. Por causa da proximidade geográfica e da importância econômica do bloco, seria um passo muito lucrativo para ambas as partes. As negociações entre Moscou e Bruxelas sobre a questão já ajudaram a ampliar cooperação na área de combate ao crime organizado, tráfico de drogas e imigração ilegal.

No início de junho, o chefe da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, declarou que ainda existem várias questões técnicas que não permitem a adoção da medida. De acordo com Barroso, esses problemas devem ser resolvidos durante as próximas negociações.

Finalmente, é preciso notar que a Rússia quer introduzir um regime especial que permitirá aos atletas e fãs de esporte visitar o país sem visto.     

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.