Agência Federal de Transporte Aéreo proibiu companhias de voar sobre a Síria

Segundo a ONU,  quase 80 mil pessoas foram mortas na Síria desde março de 2011 Foto: Reuters

Segundo a ONU, quase 80 mil pessoas foram mortas na Síria desde março de 2011 Foto: Reuters

Comunicado foi emitido após incidente com aeronave civil russa no espaço aéreo sírio na última segunda-feira (29). Diante da suspeita de ataque de míssseis, voos de passageiros sobre a área foram suspensos até segunda ordem.

Ao atravessar o espaço aéreo da Síria com um avião da companhia aérea russa Nord Wind, na segunda-feira passada (29), a tripulação da aeronave registrou ações de combate no solo que poderiam representar perigo para o voo.

A Agência Federal de Transporte Aéreo (Rosaviatsia) emitiu um comunicado dizendo que, depois desse incidente, enviou uma diretiva às companhias aéreas russas sobre a proibição de voar no espaço aéreo da Síria.

"A fim de garantir a segurança dos passageiros e membros da tripulação das aeronaves civis da Federação Russa, a  Rosaviatsia enviou em 29 de abril de 2013 uma diretiva sobre a proibição da utilização do espaço aéreo da República Árabe da Síria”, diz o comunidade.

Os órgãos regionais da agência receberam a incumbência de controlar rigorosamente o cumprimento da diretiva até segunda ordem. "A Agência Federal de Transporte Aéreo acredita que os interesses comerciais nessa situação não podem prevalecer sobre a segurança dos cidadãos", destaca o órgão federal.

A Rosaviatsia já havia enviado às companhias aéreas em 28 de fevereiro deste ano a recomendação de não utilizar o espaço aéreo da Síria para voos. Na época, apenas algumas de companhias aéreas acolheram tais instruções.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.