Síria declara interesse futuro em entrar para o Brics

De acordo com as Nações Unidas, conflito sírio já vitimou 70 mil pessoas Foto: Reuters/Vostock Photo

De acordo com as Nações Unidas, conflito sírio já vitimou 70 mil pessoas Foto: Reuters/Vostock Photo

Segundo ministro da Informação sírio, país conta com ajuda russa para se reerguer após o conflito.

No último sábado (30), o ministro da Informação da Síria, Omran al-Zohbi, declarou durante uma reunião com o vice-presidente do Conselho da Federação Russa, Iliasovitch Umahanov, que o país gostaria de entrar futuramente em blocos internacionais como a Organização para a Cooperação de Xangai (SCO, na sigla em inglês) e os Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

Na declaração final da cúpula do Brics, realizada em março deste ano na cidade sul-africana de Durban, os líderes dos países-membros do bloco confirmaram a oposição a qualquer interferência militar no conflito sírio.

Além disso, o ministro sírio anunciou que o país gostaria que a Rússia fosse um dos principais reforços na reconstrução do país após o término da crise.

Na Síria, o conflito armado entre as autoridades e a oposição persiste desde março de 2011 e, desde então, cerca de 70 mil pessoas morreram, segundo estatísticas da ONU.

A SCO é uma organização permanente e intergovernamental constituída por seis Estados: Cazaquistão, China, Quirguistão, Rússia, Tadjiquistão e Uzbequistão.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.