Infraestrutura Africana abre as portas para empresas russas

Segundo Lavrov, há demanda para empresas russas na África  Foto: ITAR-TASS

Segundo Lavrov, há demanda para empresas russas na África Foto: ITAR-TASS

Última cúpula dos Brics na cidade sul-africana de Durban, em março deste ano, deu novo impulso à cooperação.

Os países africanos estão prontos para oferecer condições favoráveis às empresas russas em projetos de infraestrutura conjuntos. A declaração foi feita pelo ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguêi Lavrov, após reunião com o presidente da Comissão da União Africana, Nkosazana Dlamini-Zuma, na segunda-feira (29).

“Conversamos sobre as perspectivas para a participação de companhias russas em grandes projetos de infraestrutura no continente africano. Constatamos que há uma demanda para empresas russas na África”, disse Lavrov.

O ministro russo acrescentou que as reuniões entre os líderes africanos e o presidente russo Vladímir Pútin, durante a última cúpula dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) na cidade sul-africana de Durban,  deram um novo impulso à cooperação.

“Os países africanos estão interessados ​​em ampliar a parceria com a Rússia, tanto na esfera social como econômica e logística”, afirmou Dlamini-Zuma.

Durante o encontro dos Brics,  os países-membros criaram um Conselho Empresarial que deve aumentar o nível de cooperação entre os cinco países.

O conselheiro do Kremlin para política exterior, Iúri Uchakov, disse anteriormente que a principal tarefa do conselho seria a implementação de projetos de investimento multilaterais.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.