Suspeito de atentado em Boston é indiciado nos EUA

Djokhar e Tamerlan Tsarnaev nasciram na região russa do Cáucaso do Norte Foto: AP

Djokhar e Tamerlan Tsarnaev nasciram na região russa do Cáucaso do Norte Foto: AP

Incapaz de falar por causa de lesão no pescoço, Djokhar Tsarnaev, 19, conversou com investigadores por escrito. Se for considerado culpado, jovem poderá ser sentenciado à prisão perpétua ou à morte.

Apontado pelo FBI como um dos autores do bombardeio ocorrido durante a maratona de Boston, Djokhar Tsarnaev acordou nesta segunda-feira (22) e começou a responder às perguntas dos investigadores, segundo informações do canal “ABC News”.

De acordo com o ABC, Tsarnaev despertou e respondeu por escrito a algumas perguntas. “Os investigadores estão questionando sobre outros membros do grupo e possíveis bombas não detonadas”, divulgou o canal em seu site oficial.

As autoridades dos EUA disseram no domingo que Tsarnaev estava impossibilitado de falar devido a um ferimento na garganta ocasionado durante a troca de tiros com a polícia.

Também nesta segunda-feira, o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, acusou Djokhar pelo uso de “armas de destruição em massa”. Segundo ele, como Djokhar será julgado em um tribunal civil, o jovem ficará sujeito à prisão perpétua ou até mesmo sentença de morte.

Três pessoas foram mortas na segunda-feira passada (15) e cerca de 180 ficaram feridas após duas explosões atingirem uma multidão perto da linha de chegada da maratona de Boston. O segundo suspeito era o irmão mais velho de Djokhar, Tamerlan Tsarnaev, que morreu durante um tiroteio com a polícia na última sexta-feira.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.