Pútin propõe isenção de visto para atletas estrangeiros até 2018

 Foto: ITAR-TASS

Foto: ITAR-TASS

Durante reunião do Conselho de Esportes, presidente propôs isentar de visto até 2018 a entrada no país de atletas estrangeiros que estiverem participando de grandes competições.

Durante reunião do Conselho Presidencial para o Esporte, realizada na última terça-feira (19), o presidente Vladímir Pútin propôs tornar isenta de visto a entrada de atletas estrangeiros que estiverem participando de grandes competições no país até 2018.

Até 2018, deverão ser realizadas cerca de 20 grandes competições internacionais na Rússia. Acho correto introduzirmos uma entrada sem visto para todos os atletas que participarem dessas competições”, disse Pútin, citado pela agência “RIA Nóvosti”.

Praticamente não há dúvidas de que a Duma do Estado (câmara baixa do parlamento russo) aprovará a proposta apresentada por Pútin.

Penso que a ideia é muito sensata, e, claro, estamos prontos para apoiar a iniciativa”, disse o presidente da Duma do Estado na Comissão para a Cultura Física, Esporte e Assuntos da Juventude, Igor Ananskih.

Naturalmente, o projeto de lei deverá passar pela Duma. Penso que não haverá qualquer problema”, completou o deputado.

É interessante notar que, em março de 2012, o chefe do Estado assinou um decreto, segundo o qual, entre 25 de junho e 25 de julho de 2013, os participantes estrangeiros da Universíada, em Kazan, poderão entrar e sair da Rússia sem a necessidade de visto, com base nos documentos que atestem a sua identidade e uma certificação expedida pela Diretoria Executiva da Universíada.

Elogios

Durante a reunião, Pútin também elogiou o nível de preparação de Kazan para a organização da Universíada mundial e acrescentou que as cidades-sede da Copa do Mundo de 2018 devem aproveitar a experiência da capital do Tartaristão.

Kazan está se tornando a capital dos esportes da Rússia. Minhas impressões são as melhores”, disse Pútin.

O chefe do Estado também não deixou de mencionar a situação em torno da possível exclusão da luta olímpica do programa de esportes olímpicos a partir de 2020.

Por enquanto o COI (Comitê Olímpico Internacional) não se decidiu. Penso que todos gostamos de esportes em geral, e da luta em particular”, disse Pútin.

A decisão final sobre a exclusão do exporte das Olimíadas será tomada em setembro.

 

Publicado originalmente pela Gazeta.ru

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.