A Rússia em 1972 (FOTOS)

O secretário-geral do Partido Comunista da União Soviética, Leonid Brejnev, sorri no Kremlin, em 1972, em Moscou.

O secretário-geral do Partido Comunista da União Soviética, Leonid Brejnev, sorri no Kremlin, em 1972, em Moscou.

TASS/AFP
A era Brejnev na URSS foi marcada pela estagnação econômica e política. No entanto, as fotos do período ainda conseguiam registrar isso de uma maneira romântica.

‘Não olhe para trás’. Dois “Ilítch: Vladímir Ilítch Lênin e Leonid Ilítch Brejnev.

Em maio de 1972, Richard Nixon se tornou o primeiro presidente americano a fazer uma visita oficial à União Soviética. Abaixo, ele é retratado no Kremlin de Moscou com Leonid Brejnev depois de assinar o acordo para Limitação de Armas Ofensivas Estratégicas.

Outro grande convidado da União Soviética foi Fidel Castro, chefe de Cuba.

A década de 1970 marcou a disseminação em massa das primeiras fotografias coloridas (enquanto os fotógrafos profissionais ainda preferiam o filme preto e branco, mais barato). A baixo, o tráfego é retratado ao longo da praça em frente à estação ferroviária Bielorússkaia de Moscou.

O Teatro Bolshoi e carros soviéticos clássicos.

Desfile celebrando o aniversário da Revolução de 1917.

“Liberte Angela Davis” foi um slogan popular na URSS. Depois que ela foi libertada, visitou a União Soviética para conhecer seus apoiadores. Abaixo, ela é retratada com membros de um workshop internacional de mulheres.

Em 1972, o poeta e futuro ganhador do Prêmio Nobel, Joseph Brodsky (que, aliás, era perseguido pelo regime, como outros dissidentes e atacava Angela Davis por isso), teve que emigrar da URSS para os EUA. Aqui, ele é retratado pouco antes de deixar Leningrado (hoje, São Petersburgo).

O conjunto de monumentos "Heróis da Batalha de Stalingrado", em Stalingrado (hoje, Volgogrado) e sua estátua principal, "Os Chamados da Pátria-Mãe", foram construídos no final da década de 1960.

A troca da Guarda de Honra no Mausoléu de Lênin, em Moscou sempre foi um ritual espetacular. Na década de 1990, a Guarda de Honra transferiu seu serviço para o Túmulo do Soldado Desconhecido, em outro muro do Kremlin.

Ponte do Palácio (Dvortsovi), em Petersburgo, durante uma noite branca.

Poeta Evguêni Ievtuchenko lendo sua poesia para estádios lotados.

Moradores recebem Leonid Brejnev no aeroporto de Barnaul.

Crianças e pioneiros (equivalentes soviéticos aos escoteiros) de todo o país tomavam parte nos jogos militares (segurando armas de brinquedo).

O comandante militar aposentado e herói da Segunda Guerra Mundial Gueórgui Júkov, que viveu uma terrível história de apagamento instilada por Stálin, em sua dátcha.

Engenheiro com estilo de cabelo extravagante.

Um pequeno bate-papo entre vendedores no mercado.

Estudantes simplesmente não podiam ficar sem um violão!

Melhores amigos!

Na delegacia. A polícia era chamada de “milítsia” naquela época (e, na verdade, até a década de 2010). Uma citação do poeta Vladímir Maiakóvski tornou-se um provérbio: “Minha milícia me protegendo!”

“Seus documentos, por favor.”

Três ninfas tomando banho de gelo depois de estarem na “bânia”.

A reconstrução histórica anual da Batalha de Borodino durante a guerra de 1812 com a França napoleônica.

Um dia normal na difícil vida de estudante.

Pioneiros marchando.

Crianças tocando acordeão na cidade de Sarátov.

A ponte Bankovski, em São Petersburgo.

Pequenos estúdios de balé locais existiam por todo o país. Na foto, estúdio em uma pequena cidade na região de Níjni Nôvgorod.

“Bábuchka” cuida de uma macieira florescendo na primavera.

Primavera nos campos.

Retrato da Tchukotka: Caçando com o pai.

Marinheiros em Tchukotka.

Mulher de Chukotka.

No intervalo da escola.

Homem posa ao lado da ponte Tchugunni (“de ferro fundido”), em Moscou.

Alunos da Escola Naval riem na Sacalina.

Marinheiros jogando xadrez na Ilha Sacalina.

Crianças brincam com gatinhos na Ilha Moneron, Sacalina.

Enfeites de “árvores de Ano Novo” e presentes na loja Diétski Mir (Mundo das Crianças), no centro de Moscou.

LEIA TAMBÉM: Moradia para todos: 5 fatos pouco conhecidos sobre os prédios residenciais soviéticos

Caros leitores e leitoras,

Nosso site e nossas contas nas redes sociais estão sob ameaça de restrição ou banimento, devido às atuais circunstâncias. Portanto, para acompanhar o nosso conteúdo mais recente, basta fazer o seguinte:
Inscreva-se em nosso canal no Telegram t.me/russiabeyond_br

Assine a nossa newsletter semanal

Ative as notificações push, quando solicitado(a), em nosso site

Instale um provedor de VPN em seu computador e/ou smartphone para ter acesso ao nosso site, caso esteja bloqueado em seu país.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies