Os melhores cartazes soviéticos para vender carros; veja fotos

Lada 2106

Lada 2106

Arquivo
União Soviética exportava milhares de carros para países ocidentais todos os anos. O Russia Beyond compilou cartazes publicitários dos carros soviéticos no exterior.

No final da década de 1950, a União Soviética criou um órgão especial responsável pela exportação de carros, que se chamava Avtoexport.

A partir do início dos anos 1960, o carro soviético mais exportado foi o Moskvich (em português, “moscovita”).

Moskvich-408

Quase 55% dos carros modelo Moskvich-408 produzidos pela União Soviéticas foram exportados. Na Finlândia, por exemplo, o modelo foi o mais popular da década de 1960.

A popularidade deveu-se muito ao preço: na Finlândia, o carro era mais barato que Fusca. A revista britânica “Motor” chamou o Moskvich de "paradoxo russo" elogiando a construção geral do carro, mas destacando alguns problemas com a vibração, a caixa de câmbio e os freios.

Moskvich-408

O Moskvich-412 também foi muito popular no Ocidente. Os compradores gostavam de seu dinamismo, mas não ficaram satisfeitos nos quesitos conforto e freios.

No início dos anos 1970, após construir uma nova fábrica de carros em Toliatti chamada de VAZ com a ajuda da italiana Fiat, a URSS passou a fabricar e exportar seus modelos Lada.

Moskvich-412

No início dos anos 1970, após construir uma nova fábrica de carros em Toliatti chamada de VAZ com a ajuda da italiana Fiat, a URSS passou a fabricar e exportar seus modelos Lada.

Lada 2101

Nos anos de maior êxito, o país chegou a vender 100 mil unidades de Lada ao exterior. Os carros Lada modelo 2101 eram exportados para a Escandinávia, França, Itália, Alemanha Ocidental, Canadá e Austrália.

Lada 2101

O Lada foi descrito como um bom carro para uso em lugares exóticos, assim como um carro para a família a preço decente.

A fábrica VAZ também produziu modelos para nichos de mercados em determinados países.

Também houve casos em que a fábrica chegou a reduzir a potência do motor para evitar impostos adicionais. Foi isto o que ocorreu com seu popular crossover Lada 3121 Niva, que foi ganhou um motor de 1.3 litros.

Lada 3121

Em alguns países, o Lada soviético foi tão bem recebido que foi surpreendente. Em 1986, por exemplo, somente na França foram adquiridos mais de 21 mil carros Lada.

A marca ocupou a décima terceira posição em vendas, à frente de gigantes como a Volvo, a Toyota e a Nissan.

Lada 2107

No final da década de 1970, a URSS exportava quase 400 mil veículos por ano. Os lucros com a exportação de carros superaram os da exportação de gás natural.

No final dos anos 1980, o Lada 2108 Samara foi apresentado aos mercados ocidentais. Ele foi projetado com auxílio da Porsche. A revista britânica Autocar escreveu então: "O Lada é um veículo estável e silencioso [...] O efeito sobre o mercado britânico de carros poderá ser assustador".

Lada 2108

A União Soviética exportou não apenas carros fabricados pela VAZ, mas também pela GAZ (Fábrica de Automóveis Gorkovski).

O modelo mais famoso desse fabricante era o Gaz-24 Volga, considerado de alta classe e frequentemente usado por funcionários públicos de altos cargos.

Gaz-24

Os Gaz-24 que foram exportados para países da Europa Ocidental receberam novos motores a diesel da Peugeot e freios da Rover. A demanda pelos Gaz-24 era comparável à dos carros VAZ.

Gaz-24

A URSS também exportava autênticas limusines soviéticas GAZ-14 Chaika (em português, “gaivota”). A produção em massa desta limusine para altos funcionários públicos começou em 1977, no 60º aniversário da Revolução de Outubro. Dez anos depois, durante a Perestroika, o governo soviético decidiu parar a produção da Chaika.

Gaz-14

O Zaz-966, conhecido como Zaporójets, da região ucraniana de Zaporijjia é uma série de carros subcompactos (menores que um normal). No bloco oriental foi apelidado deao formato de suas entradas de ar.

Zaz-966

Nos mercados ocidentais, estes carros eram vendidos sob os nomes Jalta e Elittes. No final dos anos 1970 sua aparência era bastante moderna e os "Zapos" eram bastante populares em alguns países escandinavos e na França.

Quer saber qual era o gosto do uísque soviético? Descubra aqui!  

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais
Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies