RT publica série de vídeos em 360º sobre a Revolução Russa; assista

RT
Canal de TV russo lançou diversos curtas no YouTube para marcar o centenário da Revolução de 1917. Vídeos simulam batalhas, invasões policiais e até tomada do Palácio de Inverno pelos bolcheviques.

Já se perguntou como era viver na Rússia durante a Revolução de 1917? Ou como seria a vida de soldados nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial? Graças a uma série de ​​vídeos panorâmicos produzidos pelo Russia Today (RT) e carregados na página do jornal no YouTube, é possível agora se sentir na Rússia revolucionária.

Assista, por exemplo, ao episódio chamado “Nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial” e transporte-se para o centro de uma das batalhas mais mortíferas da humanidade. Divida uma trincheira com soldados russos e veja os horrores da guerra com seus próprios olhos – através de óculos de realidade virtual (VR).

Outros episódios mostram ainda a inquietação em prisões russas, a polícia tsarista invadindo uma editora clandestina, o abrigo secreto de Lênin e muito mais.

“É uma tarefa desafiadora para o diretor”, diz Aleksandr Skriabin, que responde pela direção dos oito episódios divulgados pelo RT. “Você não pode deixar o palco enquanto filma, mas também não pode ficar lá, já que é um vídeo em 360º”, continua.

Em alguns momentos, a equipe inteira, incluindo cinegrafistas, tiveram que se vestir como personagens no vídeo para camuflar sua presença.

Cada episódio é acompanhado por uma breve lição de história, com os personagens interpretando cenas icônicas no início e no final dos vídeos.

“Em 2017 o mundo mudou. Não podemos mais ensinar história como era feito há 50 anos. É muito fácil dizer que a juventude não está interessada em história. Não, temos que pensar em modos de tornar a história interessante. Eu acho que nós fizemos isso”, disse Aleksêi Nikolov, editor-executivo do RT, ao comentar o projeto em uma apresentação na estação de metrô Ploschad Revolyutsii, em Moscou, na terça (7).

Paralelamente, o RT também lançou o projeto #1917LIVE, que permite aos usuários do Twitter mergulhar de cabeça no ano da revolução. Por meio dessa hashtag, os seguidores pessoas podem conferir publicações de líderes, proletários, soldados e até mesmo de um jornal conhecido como “The Revolutionary Times”, ou RT_1917, que traz informações ‘ao vivo’ diretamente do Palácio de Inverno sitiado, das linhas de frente e de dentro de sua própria redação durante uma incursão policial.

Para seguir @RT_1917, clique aqui.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais