Neste dia: há 100 anos, Lênin e os bolcheviques tomavam o Palácio de Inverno

A tomada do Palácio de Inverno, 1917

A tomada do Palácio de Inverno, 1917

TASS
Revolução de 1917 conduziu a Rússia a uma guerra civil.

A rendição do governo provisório há 100 anos, em 7 de novembro de 1917, desencadeou a Revolução de Outubro – chamada assim porque a derrubada ocorreu em 25 de outubro, segundo o calendário juliano – e levou a Rússia a guerra civil.

Com a Revolução de Outubro, os proletários, que haviam se desiludido com o caos da Primeira Guerra Mundial, tomaram o controle de Petrogrado (atual São Petersburgo). Depois de Vladimir Lênin e o Comitê Revolucionário Militar anunciarem um golpe, no dia anterior, os trabalhadores de ferrovias e marinheiros de Kronstadt se reuniram e marcharam no centro da cidade.

As defesas do Palácio de Inverno eram escassas, somando cerca de 3.000 cadetes, cossacos e soldados femininos; ao contrário das representações heroicas mais tarde criadas pelos cineastas soviéticos, o governo provisório não apresentou resistência.

Os bolcheviques evitaram situações potencialmente fatais dentro do Palácio de Inverno, atrasando a invasão em várias horas. Os primeiros cadetes se renderam às 6h15 da tarde, e o gabinete do governo provisório se entregou oficialmente às 2h10 da manhã. No dia seguinte, a capital russa era governada pelo Segundo Congresso dos Sovietes, composto por bolcheviques e revolucionários de esquerda.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais