Neste dia: União Soviética ingressava na Interpol

Presidente do Conselho de Ministros da URSS e membro do Politburo do Comitê Central do Partido Comunista Nikolai Rijkov (à dir.), reunido com o então presidente da Interpol, Ivan Barbot (à esq.), no Kremlin de Moscou, em 1990

Presidente do Conselho de Ministros da URSS e membro do Politburo do Comitê Central do Partido Comunista Nikolai Rijkov (à dir.), reunido com o então presidente da Interpol, Ivan Barbot (à esq.), no Kremlin de Moscou, em 1990

Boris Prihodko/RIA Novosti
Organização internacional engloba atualmente 190 países.

A Organização Internacional de Polícia Criminal, conhecida mundialmente como Interpol (na sigla em inglês), foi criada em 1923, em Viena, e inclui hoje 190 países. A URSS ingressou na entidade há exatos 27 anos, em 27 de setembro de 1990.

No ano seguinte à inclusão, o Escritório Central Nacional da Interpol começou a operar no Ministério do Interior russo. Desde então, suas principais tarefas são o intercâmbio global de informações sobre delitos e a assistência aos pedidos feitos por organizações internacionais responsáveis pela aplicação da lei.

A Interpol possui atualmente 78 escritórios na Rússia.

 

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.