Vagões com compartimentos-cápsulas estrearão nas ferrovias russas a partir de 2023

Serguêi Fomin/Russian Look/Global Look Press
Com isolamento de barulho e luz, beliches terão lâmpada própria, mesa, entradas USB e espaço para guardar pertences. Ideia é lançar um novo vagão modernizado a cada ano.

A companhia estatal Ferrovias Russas (RZD) anunciou que vagões de passageiros compostos por compartimentos de cápsulas começarão a circular em breve nos trilhos do país eslavo, segundo a agência de notícias TASS.

“Desenvolvemos um conceito conjunto [com a Transmashholding, principal fabricante de equipamentos ferroviários da Rússia] e um modelo de um vagão de passageiros de um andar sem cabines. Esperamos que em 2023 esse vagão apareça em nossas linhas”, disse Oleg Belozerov, diretor-geral da empresa, citado pela agência TASS.

Cada vagão desse tipo abrigará 56 compartimentos-cápsulas, com uma divisória retrátil que isola tanto o ruído quanto a luz. Os passageiros também terão sua própria lâmpada, entradas USB e uma pequena mesa, e haverá espaço para guardar roupas, pertences pessoais e outras bagagens. Os beliches serão 15 centímetros mais alongados do que os habituais.

A RZD anunciou recentemente sua ambição de projetar todos os anos um novo tipo de vagão para trens de longa distância. “No serviço de longa distância, planejamos [implementar] um novo vagão a cada ano, que entrará em produção dois anos depois, levando em conta as novas exigências. Antes, como vocês devem se lembrar, os vagões eram trocados uma vez por década”, disse Belozerov na ocasião.

LEIA TAMBÉM: Transiberiana a bordo de trem retrô luxuoso sai a partir de US$ 15.000 – mas vale cada centavo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies