Os 10 carros mais populares na Rússia (FOTOS)

Mikhail Metzel/TASS
Diversas empresas internacionais não apenas montam seus veículos na Rússia, mas também criam adaptações especificamente para os motoristas locais.

Na Rússia, uma em cada três pessoas tem veículo próprio. No início de 2021, havia 45 milhões de automóveis de passageiros registrados no país. Quase um terço deles são fabricados pela empresa russa Lada. A Toyota é a segunda marca mais popular, com mais de quatro milhões de carros no país - os modelos RAV4 e o Camry são os favoritos. Em seguida, vêm Hyundai e Kia, com mais de dois milhões de carros cada.

Em comparação com os Estados Unidos e a maior parte da Europa, onde cerca de duas a cada três pessoas têm veículo próprio, o mercado de automóveis na Rússia ainda é relativamente aberto e continua a se desenvolver. O país impõe taxas alfandegárias elevadas sobre os carros importados para forçar as montadoras internacionais a produzir seus veículos localmente. Como resultado, diversos fabricantes de automóveis estrangeiros implantaram sua produção na Rússia e, em alguns casos, até modificaram os modelos de carro para se adequar às condições das estradas russas e aos gostos dos russos.

Estes, por sua vez, preferem crossovers e sedans de baixo custo. Os modelos hatchback e peruas são menos comuns, e carros elétricos de pequeno porte costumam ser uma visão incomum (existem apenas 11.000 carros elétricos no país, e 9.000 deles são Nissan Leaf).

“Os russos não estão interessados ​​em hatchbacks por não ser associado a uma posição elevada na sociedade”, diz Aleksêi Kojukhov, especialista em marketing automotivo. Segundo Kojukhov, no período soviético, o Volga sedã era considerado um carro da classe alta e símbolo de poder, e essas associações acabaram sendo transmitidas às gerações seguintes.

Os fabricantes criaram utilitários esportivos (SUVs) e sedãs de classe econômica que são especificamente voltados para o mercado russo. De acordo com a Associação de Empresas Europeias, no primeiro semestre, cerca de 45% dos carros novos vendidos foram crossovers.

Carros mais vendidos na Rússia em 2021

  1. Lada Granta

O carro mais simples e barato do mercado russo, o Granta é montado na fábrica da AvtoVAZ em Togliatti. Entre os comentários mais comuns de compradores estão o fato de o carro ser “confiável e sem problemas” ou que “não tive grandes ilusões e obtive o que esperava”. Um sedã sem ar condicionado custa 560 mil rublos (quase R$ 45 mil) e a versão LUXE com para-brisa aquecido, controle de cruzeiro e câmbio automático custa 780 mil rublos (em torno de R$ 62.350).

  1. Lada Vesta

O modelo mais recente de Lada, o Vesta, foi projetado para ser um sedã e crossover, embora também haja uma versão esportiva. O carro atende às necessidades da maioria dos consumidores, porém é mais barato do que seus análogos de marcas estrangeiras. “Quando o comprei, entendi que era AvtoVAZ e que poderia haver problemas pela frente, mas o desejo de comprar esta belezura prevaleceu, e só queria um carro novo dentro deste orçamento”, escreve um motorista russo, acrescentando que não queria comprar um usado.

O modelo mais simples, com câmbio manual, ar condicionado e airbags, é vendido por 795 mil rublos (R$ 63.550), enquanto a versão “Sport” custa 1,2 milhão de rublos (R$ 95.925).

  1. Hyundai Creta

Este crossover é um dos carros mais baratos de sua classe na Rússia. Seu preço varia de 1,2 milhões de rublos (R$ 95.925) a cerca de 2 milhões de rublos (quase R$ 160 mil). “Muitos proprietários do Creta com um motor de 1,6 litros reclamam de sua dinâmica lenta. Eu não estava procurando um carro de corrida, então, é um bom carro para mim. Minha prioridade era ter tração nas quatro rodas. Agora posso ir para a natureza a qualquer momento e não me preocupar em ficar atolado em uma estrada de terra”, descreve um motorista dos Urais.

A Hyundai também foi a primeira fabricante de automóveis na Rússia a oferecer vendas on-line diretamente da fábrica, sem o intermédio de revendedores.

  1. Hyundai Solaris

O Solaris é uma versão do Accent cuja produção foi transferida para a Rússia em 2010 e é atualmente fabricado em São Petersburgo. Os motoristas russos parecem satisfeitos com o modelo, que é um sedã econômico resistente a mudanças de temperatura e condições climáticas adversas, sendo, de um modo geral, confiável. “Eu queria usá-lo por pelo menos cinco anos sem problemas”, escreveu um motorista sobre a escolha por este modelo.

O preço do Solaris varia, conforme as especificações, de 890.000 rublos (mais de R$ 71 mil) a 1,3 milhões de rublos (quase R$ 104 mil).

  1. KIA Rio

O KIA Rio também é produzido em São Petersburgo desde 2011 e, como o Solaris, só vem em um modelo sedã, que é o mais popular entre os clientes locais. O design e as características técnicas do Rio russo são ligeiramente diferentes das versões vendidas em outros países. Muitos motoristas notam que ele tem bom sistema de aquecimento e capacidade de dar partida a -30ºC. Com isso, o carro se tornou um dos modelos mais vendidos do país. O custo varia de 950.000 (R$ 76 mil) a 1,3 milhões de rublos (R$ 104 mil).

  1. Volkswagen Polo

Todos os modelos Polo vendidos na Europa são hatchbacks, mas, na Rússia, a Volkswagen optou por modificar este modelo lendário para produzir o que se tornou um dos sedãs mais populares do país. “O porta-malas é enorme e confortável. Há bastante espaço interno, tanto na frente quanto atrás. A direção não é ruim, melhor do que outros carros desta classe”, escreve um proprietário.

O Polo Sedan é montado em uma fábrica em Kaluga, a cerca de 200 km de Moscou. O modelo mais barato custa 1 milhão (quase R$ 80 mil), enquanto a versão mais cara sai por 1,9 milhões de rublos (aproximadamente R$ 152 mil).

  1. Lada Niva

O primeiro SUV soviético ainda está em produção e tem uma base de clientes fiéis por sua combinação de preço baixo e eficiência em terrenos acidentados. Muitos russos o usam para viajar às suas datchas (casas de campo) em áreas remotas.

A versão mais simples custa 660 mil rublos (quase R$ 52.800). A versão mais cara é chamada Niva Travel (anteriormente, Chevrolet Niva), custa 993 mil rublos (quase R$ 80 mil) e vem equipada com um snorkel para o caso de o carro ficar submerso em condições severas de estrada. E não há câmbio automático. “Sua paixão são estradas de terra, super suspensão, ele engole buracos nas estradas, você sequer percebe irregularidades”, escreve um motorista da região de Amur, no Extremo Oriente Russo. Mas os clientes destacam que o interior não é particularmente confortável e que o carro consome combustível demais.

  1. Škoda Rapid PA II

Este é outro sedã de classe econômica que conquistou o coração de muitos motoristas russos. “O novo Rapid é confortável de dirigir, há um monte de automação”, diz um proprietário de São Petersburgo. “Gire o volante, pise no acelerador e ligue o controle de cruzeiro em uma rodovia, e o carro fará todo o resto sozinho.”

O Škoda Rapid é montado em uma fábrica em Kaluga. A versão mais simples custa 990 mil rublos (cerca de R$ 79 mil) e já inclui um sistema de mídia com tela sensível ao toque e Bluetooth. A versão mais cara custa 1,4 milhões de rublos (aproximadamente R$ 111.900).

  1. Renault Duster

Os carros da Renault são montados em Moscou. Por muito tempo, o modelo mais popular da empresa foi o sedã Logan, mas neste ano o Duster SUV levou o título. “Quem pode imaginar uma vida que não seja mais na correria", brinca um motorista sobre dirigir o modelo. “O Duster é um carro familiar. O carro é suficiente para ficar de boa no trânsito”, escreve outro.

O preço do modelo mais simples com câmbio manual começa a partir de 1 milhão de rublos (quase R$ 80 mil), enquanto a versão 4x4 custa o dobro.

  1. Lada Largus VP

O único modelo de perua desta lista também é produzido pela empresa russa AvtoVAZ. O Largus é um veículo bastante econômico, popular não apenas entre os entusiastas das datchas, mas também para fins comerciais. “A principal vantagem é a suspensão e estabilidade na estrada”, escreve um motorista de Tiumên (Sibéria), “Não há com o que se preocupar ao dirigir um Largus na estrada no inverno.” Todas as versões são equipadas com câmbio manual e custam de 780 mil (em torno de R$ 62.350) a 978 mil rublos (R$ 78.200).

LEIA TAMBÉM: 5 carros elétricos fabricados na URSS

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies