Unesco inclui pinturas rupestres da Carélia na Lista do Patrimônio Mundial

Semenov.m7 (CC BY-SA 4.0)
Petróglifos do Lago Onega e do Mar Branco se tornaram o 31º local russo a entrar na lista.

Na última quarta-feira (28), a 44ª sessão do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco, presidida pela China, decidiu por unanimidade incluir os petróglifos russos do Lago Onega e do Mar Branco na Lista do Patrimônio Mundial da organização. Este é um dos marcos da região russa da Carélia, que ostenta autêntica arte rupestre do período Neolítico.

Em nota, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia declarou que a decisão da Unesco de incluir oficialmente os petróglifos na Lista do Patrimônio Mundial mostra que a Rússia é um dos centros culturais globais.

“A introdução das pinturas rupestres da Carélia, que se tornou o 31º local russo da lista, no registro do patrimônio global da Unesco prova mais uma vez que a Rússia é um dos centros globais de cultura e que nosso Estado prioriza preservá-la”, lê-se no comunicado.

Confira abaixo algumas imagens dos petróglifos na região:

LEIA TAMBÉM: O mistério da Donzela Tatuada do Gelo da Sibéria

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies