Apple Watches, apartamentos e carros: o que mais a Rússia oferece para quem se vacina?

Serguêi Sevostianov/TASS
Para atingir a meta de vacinação no país e cumprir as regras atuais, governos locais e empresas estão oferecendo recompensas dos mais variados tipos. O Russia Beyond elencou abaixo os prêmios mais lucrativos - e também os mais curiosos.

Apesar da disponibilidade de não uma, mas três vacinas nacionais contra covid-19, nem todos os habitantes da Rússia estão decididos a receber o imunizante. Até então, apenas 13,1% da população total do país tomou as duas doses da vacina - muito aquém da meta do governo, de 60% até o fim de setembro, e dos planos de desenvolver imunidade coletiva.

“É óbvio que não chegaremos a 60%. Estamos observando apenas nesta semana um lento aumento no número de pessoas dispostas a se vacinar”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmítri Peskov, a jornalistas no último dia 29 de junho. O aumento, segundo Peskov, se deve a duas novas medidas: as restrições impostas diante da terceira onda de covid-19 no país, que incluem obrigatoriedade de vacina para funcionários de estabelecimentos que lidem com o público, assim como apresentação de códigos QR pelos clientes; e uma campanha sem precedentes de recompensas para aqueles que decidirem tomar a vacina.

5 carros por semana

Prize-winning cars for the winners.

Nos primeiros dias das estações móveis de vacinação contra covid-19 (a primeira aberta na loja de departamentos GUM de Moscou), o bônus recebido por tomar a vacina era uma casquinha de sorvete grátis. Em seguida, o governo de Moscou passou a oferecer a qualquer pessoa com mais de 60 anos um código promocional de 1.000 rublos *quase 70 reais) para consumo em farmácias. Agora, porém, os vacinados concorrem a um carro Renault novo. O sorteio só é válido, no entanto, para maiores de 18 anos e aqueles que tomaram a primeira dose da vacina entre os dias 14 de junho e 11 de julho.

“Há 20 carros no total, cada um no valor de cerca de um milhão de rublos [quase 70 mil reais]. Haverá um sorteio semanal de cinco carros”, lê-se no site da Prefeitura de Moscou, acrescentando que existem mais de 100 postos de vacinação por toda a cidade.

Apartamentos

Enquanto a capital distribui carros, os moradores de regiões ao redor de Moscou podem ganhar um apartamento novo. O primeiro vencedor já recebeu um imóvel de 75 m², com três quartos. Agora, começou a corrida para ganhar um apartamento de um quarto, totalmente mobiliado, no 24º andar de um edifício local. Os interessados devem apenas clicar no banner de anúncio no site do governo regional e se registrar. Para preencher o formulário, é preciso ter tomado pelo menos uma dose das vacinas Sputnik V, EpiVacCorona ou CoviVac.

Bônus e folga remunerada

As empresas russas também entraram na onda e lançaram seus próprios sorteios para motivar seus funcionários e, assim, atingir coletivamente a marca de 60% de vacinados em toda a Rússia. 

A rede de academias OrangeFitness, em Moscou, está oferecendo um Apple Watch para sua equipe. Na rede de supermercados Azbuka Vkusa, o funcionário recebe um dia de folga remunerado no dia em que a pessoa receber a vacina, enquanto o serviço de compartilhamento de carros Delimobil cobre 70% da viagem até o posto de vacinação escolhido por seu funcionário. Já o fabricante de automóveis AvtoVAZ, prometeu à equipe 1.500 rublos (aproximadamente 105 reais) em troca da vacinação. A empresa conta com 35.000 funcionários, e quem já recebeu o imunizante também é elegível para compensação.

O grupo de mídia Russia Today (RT), financiado pelo Estado, pagou 57.500 rublos (aproximadamente R$ 4.000) para os funcionários dispostos a se imunizar antes de 10 de julho. Aqueles que já tiveram o vírus e possuem um nível determinado de anticorpos também são elegíveis ao bônus, mesmo que a vacinação tenha sido agendada para data posterior. “Gostaria de ressaltar que todos os pagamentos estão sendo feitos com base nos lucros obtidos comercialmente”, escreveu a editora-chefe do canal, Margarita Simonian.

Ovos e smartphones

Muitas outras regiões do país também têm suas próprias campanhas. Na Península de Iamal, os vacinados podem ganhar iPhones, bicicletas, alto-falantes, fones de ouvido e smart watches; em Togliatti, o prêmio principal é de 75.000 rublos (mais de RS 5.100).

Na região de Tula, os trabalhadores da fábrica local ganham um dia de folga e cupons para fazer refeições gratuitas no refeitório. Quem já tomou a vacina também pode ganhar ingresso para shows, exposições e partidas de futebol.

Cidadãos da região de Magadan com mais de 60 anos estão recebendo 1.000 rublos (aproximadamente 70 reais), enquanto os aposentados de Tchukotka recebem o dobro; já na região de Khabarovsk, os pensionistas recebem uma caixa de ovos para cada dose tomada.

LEIA TAMBÉM: “Vodca contra covid” e outras fake news que rolam na Rússia durante a pandemia

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies