Após polêmica, russa que concorrerá ao Miss Universo quer usar sua voz pelas mulheres (FOTOS)

Denis Grichkin/Agência Moskva; Viatcheslav Prokofiev/TASS
Futura arquiteta se envolveu em controvérsia ao debochar das concorrentes. Com risco de cancelamento, ela deu a volta por cima e agora diz saber da importância de mulheres usarem sua voz. Conheça Alina Sanko, a candidata russa no próximo Miss Universo.

Como segue a tradição, a Miss Rússia de 2019, Alina Sanko, irá representar o país no Miss Universo 2020 (o concurso foi adiado para maio de 2021 devido à pandemia). Sanko nasceu em 31 de dezembro de 1998, na cidadezinha de Azov, no sul da Rússia (1.100 km de Moscou).

“Viver em lugares tão bonitos contribuiu para o desenvolvimento do meu hobby principal: desenhar”, disse Alina, em uma entrevista ao jornal “ Komsomolskaya Pravda” em 2019.

Na escola, ela já costumava ficar em primeiro lugar nos concursos de arte e esteve entre os vencedores da Olimpíada de Arte e Arquitetura de Toda a Rússia.

Depois de concluir o Ensino Médio, Alina entrou na faculdade de arquitetura da Universidade Estatal de Moscou de Administração de Terras.

No início de 2019, fez sua primeira incursão no mundo da moda por meio da agência de modelos A.B.A. Group. Com a experiência adquirida nas sessões de fotos para campanhas e catálogos, ela decidiu tentar uma vaga no concurso Miss Rússia 2019.

“Eu já havia participado do concurso Miss Fashion Rússia 2017. Algumas meninas participam de concursos de beleza para levantar a autoestima. Para algumas, como eu, é um sonho e uma meta que desejam alcançar. (...) Eu amo minha cidade, mas estudo em Moscou e quero trazer minha amada e linda mãe para aqui”, disse Sanko em uma entrevista antes do concurso.

Na disputa pelo prêmio em 2019, Alina ficou em primeiro lugar.

“Quando recebi meu prêmio, a sensação foi indescritível - parecia que estava tendo um sonho fantástico”, admitiu Alina. “Foi só depois de chegar em casa que percebi que era tudo verdade e então as lágrimas vieram”, lembrou.

De 2019 a 2020, ela participou de vários programas e ingressou na Escola Superior de Estudos de Televisão da Universidade Estatal de Moscou Lomonossov (MGU).

Nas horas vagas, Alina continua a desenhar, além de viajar, ler e ir ao cinema. 

Sua lista de livros prediletos inclui “O Paraíso das Damas”, de Émile Zola, e “Orgulho e Preconceito” de Jane Austen, e, entre os filmes, seus favoritos são “Titanic”, “Romeu & Julieta”, “O Terceiro Passo” e “ Whiplash - Nos Limites”.

Ela também admitiu em mais de uma ocasião que seu prato favorito é lagostim do rio Don. Apesar da boa forma física, ela afirma que jamais fez dieta.

“É claro que a genética desempenhou seu papel nisso. Minha mãe é um exemplo de beleza para mim. Para me manter em forma e de bom humor, preciso de caminhadas ao ar livre e, na medida do possível, em locais pitorescos, para que possa tanto me exercitar, como ter a oportunidade de contemplação. Também não tenho hábitos prejudiciais à saúde”, disse Sanko ao comentar os segredos do corpo esguio.

Em abril passado, Sanko se envolveu em uma polêmica depois de postar uma série de vídeos nos stories do Instagram, junto com o maquiador Serdar Kambarov, nos quais ela ria da aparência de outras concorrentes do Miss Universo 2020. Nos vídeos, o maquiador chama algumas das concorrentes de "travestis” e também critica a maquiagem e o cabelo das participantes, enquanto Alina ri. Logo depois, Sanko divulgou um vídeo pedindo desculpas.

“Devo pedir desculpas a todos que se ofenderam com a situação em que me encontrei. Dia 13 de abril se tornou um pesadelo para mim. Eu perdi minha presença de espírito e não reagi da maneira certa. Lamento não ter conseguido impedir este homem de dizer grosserias sobre as concorrentes. Estou triste em nome daquelas que foram afetadas pelo vídeo. Peço desculpas a todos e lamento que minha voz em defesa das competidoras não tenha se levantado a tempo. (...) Agora estou convencida de que usar a voz é indispensável para todas as mulheres”, disse.

Nas postagens seguintes, Alina confessou temer os haters, mas, mesmo assim, continuou participando de concursos de beleza e espera ser coroada como Miss Universo.

LEIA TAMBÉM: Miss KGB, o concurso de beleza mais secreto de 1990

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies