Estátua apavorante de personagem de conto de fadas russo dura 3 dias em cidadezinha russa

Real Voronezh
Depois de chuva de memes nas redes e críticas de moradores locais, monumento foi retirado apenas três dias depois de instalação.

No ultimo dia 18 de dezembro, o governo da cidade de Novovoronej (564 km de Moscou) inaugurou um monumento a Alionka, uma personagem popular dos contos de fadas russos, que está dando o que falar na Rússia.

Alionka é considerada a fundadora da vila Novaia Alionovka, que antecedeu a cidade fundada ali na década de 1950. Reza a lenda local que ela conduzia as pessoas ao riacho local e as aconselhava a estabelecer uma aldeia na região. Os acontecimentos foram, porém, seguidos por uma tragédia – Alionka foi assassinada pelo bandido Kudeiar, e os moradores decidiram nomear a aldeia em homenagem à jovem morta. 

O presente para comemorar o 250º aniversário da vila tem esta aparência: 

O monumento foi inaugurado com muita festa.

“Para a nossa cidade, Alionka é um desafio, uma startup, uma marca, é o nosso tipo de hype, RP, mascote, o cartão de visita da cidade...”, disse Boris Smolianinov, nativo  de Novaia Alionovka, em uma entrevista ao canal de TV local de Novovoronej.

Os usuários de redes sociais rapidamente começaram a ridicularizar a estátua a Alionka por sua “face aterrorizante”. O usuário do Twitter @sidelnikoff comparou o monumento ao cantor e compositor Marilyn Manson.

@helensmail558 chamou o monumento de “Alionuchka do pós-apocalipse” e mostrou o que aconteceria se a garota icônica da barra de chocolate russa “Alionka” tivesse a mesma cara estampada na embalagem.

Além disso, o rosto do monumento foi justaposto ao famoso retrato Alionka, do artista russo Viktor Vasnetsov.

“Alionka de Novovoronej incorpora todas as minhas tentativas de fazer algo significativo, que sempre resulta em... bem, em tal Alionka”, escreveu @tprk_nst, que também comparou o monumento à vilã do filme de terror “A Freira”. 

Por isso, de acordo com @Wertongen, o marido de Alionka deveria se parecer com...

...e o C-3PO, do Guerra nas Estrelas, seria, na verdade, o irmão dela.

“Alionka, a Caminhante Branca.

“Alionka se parece com 2020 como um todo”, resumiu @AllaPro.

Os moradores ficaram insatisfeitos com o monumento e exigiram sua demolição.

“Não foram utilizados recursos do governo para criar este objeto de arte. O monumento foi desenhado e instalado por uma iniciativa em grupo. (...) Sim, a imagem da jovem parece um pouco pesada e soturna, e o visual é pesado, mas isso é apenas porque é difícil trabalhar com metal”, justificou o prefeito de Novovoronej, Vladímir Leschenko, em entrevista à agência de notícias TASS.

Três dias depois, em 21 de dezembro, o monumento foi desmontado.

“[O monumento] está temporariamente armazenado em nossas instalações municipais. Depois do Ano Novo, o grupo vai convidar escultores e arquitetos para tomarem uma decisão sobre o futuro do objeto de arte. Talvez seja refinado, talvez seja oferecida alguma outra solução”, declarou o vice-prefeito Aleksêi Dorochenko.

Apesar de toda a negatividade, e do visual verdadeiramente incomum, alguns membros da população local se apaixonaram pela estátua.

“Quando as pessoas vão começar a amar algo novo? Parece que tudo deve ser feito de acordo com um certo padrão, com um modelo especifico, tentando retratar uma beleza feminina ideal. Alionka está para sempre no meu coração”, escreveu Dmítri  Semenov, ao comentar sobre a retirada do monumento.

LEIA TAMBÉM: Os 5 monumentos mais controversos de Moscou

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies