Kim Jong-un recebe da Rússia medalha do 75º aniversário da vitória

Reuters
Por reconhecer a expressiva atuação de soldados soviéticos que morreram em 1945 durante a libertação da Coreia.

O líder norte-coreano Kim Jong-un foi condecorado pela Rússia com a medalha do 75º aniversário da vitória por sua maior contribuição na celebração de soldados soviéticos que morreram em 1945 durante a libertação da Coreia. A informação foi divulgada em nota da Embaixada da Rússia em Pyongyang no Facebook.

“De acordo com o decreto do presidente russo, o presidente da Comissão de Assuntos Estatais Kim Jong-un recebeu a medalha de aniversário ‘75 anos da Vitória na Grande Guerra Patriótica de 1941-1945’ por sua importante contribuição pessoal em celebração dos cidadãos soviéticos que faleceram e foram enterrados na República Popular Democrática da Coreia e por se atentar à preservação de locais de sepultamento e memoriais de guerreiros soviéticos na RPDC”, publicou a Embaixada.

O embaixador russo no país, Aleksandr Matsegora, entregou a medalha ao ministro das Relações Exteriores da RPDC, Ri Yong-ho, em uma cerimônia nesta terça (5) no Palácio Mansudae (sede do Parlamento) em Pyongyang.

Após a cerimônia, o embaixador russo e o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte tiveram uma breve conversa, “durante a qual confirmaram o compromisso de dar sequência aos esforços ativos para implementar os acordos alcançados pelos líderes dos dois países em Vladivostok em abril de 2019, com o objetivo de continuar desenvolvendo e fortalecendo a cooperação multifacetada russo-coreana”.

Ainda de acordo com a Embaixada, existem 11 valas comuns e 345 túmulos individuais na Coreia do Norte onde estão enterrados1.375 soldados soviéticos. Mais de 4.700 soldados soviéticos morreram nas batalhas para libertar a Coreia em 1945. Um dos principais marcos de Pyongyang é o Monumento da Libertação, que celebra os soldados soviéticos mortos para libertar a Coreia da ocupação japonesa em 1945.

LEIA TAMBÉM: Como a URSS se recuperou da perda de quase 27 milhões de pessoas durante a Segunda Guerra Mundial

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies