TV, atrações e empresas na Rússia se unem para estimular campanha #Fiqueemcasa

"Fiquem em casa, cuide de si mesmo e de seus entes queridos"

"Fiquem em casa, cuide de si mesmo e de seus entes queridos"

Alexei Maishev/Sputnik
Publicidade e parcerias inéditas promovem medidas recomendadas por órgãos de saúde.

Enquanto as autoridades anunciam novas medidas para conter a disseminação do coronavírus na Rússia, os cidadãos têm sido incentivados a se autoisolar em casa.

E não são apenas oficiais do Estado, profissionais médicos ou celebridades que estão postando mensagens on-line – marcas famosas e meios de comunicação também se juntaram à campanha #Fiqueemcasa, propagada no mundo inteiro.

Aqui estão algumas das melhores e mais criativas campanhas #StayHome que atraíram grande atenção do público na Rússia nesta semana. 

Metrô de Moscou

O letreiro acima diz “Os médicos estão trabalhando por você. Fique em casa por eles”. Mas, além de colocar anúncios para que as pessoas fiquem em casa nas telas da TV pública dos trens subterrâneos, o Metrô de Moscou também renomeou temporariamente duas de suas estações.

“Domodedovskaya” e “Babushkinskaya” foram transformadas em “DomaDedovskaya” e “DomaBabushkinskaya” – um jogo de palavras que pode ser traduzido como “VovôsEmCasa” e “VovósEmCasa”. 

Torre de TV Ostankino, em Moscou

A Torre de TV Ostankino, no norte da capital russa, também se juntou à iniciativa, exibindo um enorme letreiro “Mantenha-se saudável. Fique em casa”.

Universidade de São Petersburgo de Tecnologia da Informação, Mecânica e Ótica (ITMO) 

A ITMO, em São Petersburgo, criou uma série de desenhos com alguns dos pontos turísticos mais conhecidos da capital cultural russa – porém com uma diferença importante: em todos eles, falta uma parte importante do cenário, como Pedro, o Grande, na estátua do Cavaleiro de Bronze, ou a Esfinge na margem do rio Nevá.

Até mesmo eles estão se autoisolando, sugere a ITMO.

“Faça como eles, fique em casa – fique on-line!”

Veículos de comunicação

Publicações on-line, canais de TV e jornais impressos também tentam manter seus leitores em casa. Alguns fizeram alterações temporárias na capa.

O jornal “Argumenti i Fakti”, por exemplo, fez uma releitura da obra “Alionuchka”, de Vasnetsov, dando-lhe um novo nome: “Udalionuchka” – um jogo de palavras que poderia ser traduzido como “trabalho remoto”.

Alguns “distanciaram” seus nomes da marca, como o jornal “Moskovsky Komsomolets”:

E alguns canais de TV adaptaram seus logotipos para se adequar à situação atual:

“Lave as mãos” e um emoji de coronavírus no logo do canal de TV “Moscow 360”

Canal RTVi rodeado por emojis de coronavírus
O logotipo da Rossiya Segodnya está “em casa”

Além disso, pela primeira vez na história, alguns dos canais de TV mais populares se uniram e criaram um anúncio conjunto promovendo os programas uns dos outros – tudo por um motivo:  para motivar os espectadores a ficar em casa, assistindo aos seus programas de TV favoritos.

Empresas

Marcas famosas também não ficaram imunes à campanha. Por exemplo, a Lamoda, um dos principais varejistas on-line na Rússia e nos países da CEI, transformou seu nome em “Ladoma” (“Doma” significa “Casa” em russo).

A principal rede social russa, VK, acrescentou a hashtag #melhoremcasa a seu logotipo:

E muitos outros sites também “distanciaram” seus logotipos:

Ferrovias Russas
Yandex, o principal motor de busca na Rússia

LEIA TAMBÉM: Moscou e várias regiões russas iniciam quarentena rigorosa

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies