Putin exclui possibilidade de casamento entre pessoas do mesmo sexo na Rússia

AP
Presidente russo prometeu garantir que termos ‘pai número 1’ e ‘pai número 2’ jamais substituam os conceitos tradicionais de ‘mãe’ e ‘pai’ na família. Putin também expressou apoio à sugestão de incluir o conceito de casamento como uma ‘união de um homem e uma mulher’ na Constituição nacional.

Casamentos entre pessoas do mesmo sexo na Rússia não serão legalizados durante o seu mandato, declarou o presidente russo Vladimir Putin em reunião com um grupo de trabalho que está preparando emendas à Constituição russa.

Nas palavras de Putin, o casamento será reconhecido apenas como a “união de um homem e de uma mulher”.

“Quanto a ‘pai número 1’ e ‘pai número 2’, eu já disse e repito: enquanto eu for presidente, não teremos ‘pai número 1’– teremos ‘pai’ e ‘mãe’”, disse o presidente, em resposta à vice-secretária do conselho geral do partido governista Rússia Unida, Olga Batálina.

Segundo Batálina, o presidente está recebendo propostas para consagrar na Constituição russa o conceito de casamento como “união entre um homem e uma mulher”. “Hoje, o conceito em si de ‘família’ requer proteção”, acrescentou. 

Putin demonstrou, em princípio, apoio à proposta, mas considera necessário refletir e determinar a diferença entre “família” e “casamento”. 

“A família, disse você, é uma união de um homem e uma mulher. E se for uma família monoparental, como fica? Há algumas coisas que precisam de ser esclarecidas. O ‘casamento’ é a união entre um homem e uma mulher. A ‘família’ é algo um pouco diferente. Mas a ideia em si é correta e deve ser apoiada”, disse. 

Mais cedo, a presidente do Conselho da Federação (câmara alta do Parlamento russo), Valentina Matvienko, havia declarado que conceder o direito de adoção por famílias homoafetivas levará à “degeneração da humanidade”. 

Em maio de 2019,uma pesquisa de opinião pública realizada pelo instituto independente Centro Levada mostrou que 47% dos russos são a favor da igualdade de direitos para as pessoas de orientação sexual não tradicional. 

LEIA TAMBÉM: Como é sair do armário na Rússia?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies