Russo é preso em Bogotá por vender ilegalmente informações sobre helicópteros

Nicolas Armer/Global Look Press
Citado em documentos, motor TV3-117 é usado em modelos de ataque Mil Mi-24, que operam inclusive no Brasil.

Serguêi Chuspanov foi detido na Colômbia, no último dia 10, sob acusação de divulgar segredos comerciais sobre helicópteros russos, informa a agência de notícias EFE.

O russo foi detido em uma operação da Diretoria de Investigação Criminal e Interpol (Dijin) da Polícia da Colômbia em conjunto com o Ministério Público do país americano.

As autoridades da Rússia já solicitaram sua extradição.

Chuspanov, que residia na Colômbia desde 2017, trabalhava como engenheiro em uma empresa aeronáutica privada. A acusação alega que ele vendeu documentos a uma companhia colombiana para que esta construísse e patenteasse um helicóptero baseado no motor russo TV3-117. A venda ocorreu sem qualquer contrato com a empresa russa.

“Essas pessoas supostamente obtiveram informações com segredos comerciais e as disponibilizaram pela internet em troca de mais de US$ 10.000, o que causou grandes prejuízos econômicos à empresa aeronáutica russa”, declararam os investigadores.

TV3-117 no Brasil

A fábrica responsável pela fabricação do TV3-117 é a Klimov, a principal empresa russa para construção de motores de aviação. De acordo com seu site, desde a sua criação em 1972, foram fabricados mais de 25.000 motores TV3-117 com várias modificações, cujo tempo operacional total é superior a 16 milhões de horas.

Entre outros modelos, é usado pelo Mil Mi-24, um helicóptero que opera em diversos países da América Latina, incluindo o Brasil.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies