Rússia se junta à União Europeia na guerra contra plástico descartável

Pável Lisitsin/TASS
Ao limitar uso de material, autoridades russas pretendem reduzir poluição ambiental.

Seguindo o exemplo da União Europeia na luta contra o plástico, a Rússia também está considerando a proibição de louça descartável, segundo declarações do ministro de Recursos Naturais e Ecologia russo, Dmítri Kobilkin, citado pela RIA Novosti.

“O Ministério de Recursos Naturais e Ecologia é, junto com vários países, a favor da redução da poluição ambiental. Apoiamos a tendência global de reduzir o uso de plástico. Tenho certeza que estamos indo na direção certa. Muitas das principais redes de varejo já estão nos apoiando. Estamos nos preparando para impor uma limitação. É preciso tempo para tomar consciência e aceitar”, disse Kobilkin.

Embora ainda não haja previsão de quando a medida entrará em vigor, o primeiro-ministro russo Dmítri Medvedev disse em março passado que, “mais cedo ou mais tarde, a Rússia também introduzirá a proibição”.

Mais tarde, um deputado da Duma do Estado (câmara baixa do Parlamento russo) chegou a propor a proibição de sacolas plásticas a partir de 2025.

LEIA TAMBÉM: Prontos para fazer a coleta seletiva do lixo? 

Cabe lembrar que, no final de março, o Parlamento Europeu aprovou uma nova legislação proibindo a comercialização de produtos plásticos em todos os países do bloco. A medida entrará em vigor a partir de 2021.

Já no Brasil, alguns estados, como São Paulo e Rio de Janeiro, aprovaram leis proibindo o uso de canudos plásticos em estabelecimentos comerciais. Ainda assim, em recente reunião em Genebra (Suíça), as autoridades brasileiras, assim como dos EUA e da Argentina, se opuseram à iniciativa de limitar o volume mundial de resíduos plásticos. O acordo em questão foi assinado por 187 países.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies