Russas derrubam obras de Goya e Dalí ao tirar selfie em galeria de arte

Glavni Prospekt
Polícia foi chamada após incidente na capital dos Urais, mas descartou abertura de inquérito.

Duas jovens russas que visitavam o centro de arte internacional Glavni Prospekt, em Iekaterimburgo, no início de novembro derrubaram um painel no qual estavam expostos trabalhos de Dalí e Goya.

Um dos quadros acabou sendo danificado e, atualmente, seu estado está sendo avaliado por especialistas em Moscou e na Alemanha, onde foi adquirida, de acordo com a agência de notícias Interfax.

Vários quadros de Dalí e Goya da série Caprichos estão  expostos conjuntamente em uma mostra inaugurada no último dia 5 de outubro em  Iekaterimburgo, na capital dos Urais.

Segundo a representante do centro de exposições, duas turistas de Tcheliabinsk derrubaram o painel com as obras enquanto tentavam tirar uma selfie. No momento do ocorrido, não havia um guarda por perto e, nas imagens exibidas pela imprensa, é possível ver o painel caindo enquanto uma das garotas tira a foto. Também percebe-se que atrás do painel havia outra pessoa. Ambas saíram correndo após o acidente.

A polícia foi chamada pelos responsáveis do centro de exposições. Porém, os agentes decidiram não instaurar um inquérito, uma vez que não encontraram elementos formais do crime.

A derrubada das pinturas foi considerada acidental.

Segundo os funcionários da galeria, a gravura de Dalí foi danificada, mas a de Goya continua intacta. As duas pertencem ao colecionador russo Oleg Gúsev.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies