Torcedores fazem até tatuagem como suvenir da Copa

Vitaly Nevar/TASS
Enquanto a maioria dos turistas compra bonecas matrioskas e chapéus "ushanka", outros prefere tatuagens e diversão como suvenires da Copa do Mundo na Rússia.

O futebol é o esporte mais popular do mundo e também uma da melhores maneiras de se unir milhares de pessoas de todo o mundo em um só lugar.

Como sede do maior evento mundial do esporte, a Rússia surpreendeu os torcedores e muitos voltarão para casa apaixonados pelo país e por seu povo.

Para guardar para sempre essa experiência e comemorar o tanto de diversão destes dias, os torcedores estão comprando suvenires e muitos decidiram fazer tatuagens inspiradas na Rússia.

Suvenires e mais suvenires

De acordo com a Visa, parceira oficial da Fifa, os turistas gastaram de R$200 a R$240 reais por dia nos primeiros cinco dias da Copa do Mundo, com a maior parte dos valores concentrados em Moscou, São Petersburgo e Sochi.

"Já gastei 15 mil rublos (R$930) em suvenires, comprei até um chapéu ushanka", disse um torcedor mexicano. 

Ele não está sozinho. Há procura por botas valenki; pela Telstar, a  bola oficial dos jogos; por chocolates e geleias, mas os favoritos dos estrangeiros já estão definidos: os chapéus ushanka, as matrioskas e qualquer coisa com o Zabivaka (o mascote oficial do mundial).

"Temos âmbar e joias também mas as matrioskas ganham em vendas disparado. As pessoas compram em quantidades absurdas. Não me lembro quando antes vendemos tantas bonecas em tão pouco tempo", diz Yelena, funcionária de uma loja de suvenires em Kaliningrado.

Marcado para sempre

Tem também quem prefira que suas memórias durem por muito mais tempo. Que o digam os estúdios de tatuagem das cidades-sede, que têm feito inúmeros desenhos relacionados à Copa do Mundo ou a outros temas russos.

Marcado para sempre

Tem também quem prefira que suas memórias durem por muito mais tempo. Que o digam os estúdios de tatuagem das cidades-sede, que têm feito inúmeros desenhos relacionados à Copa do Mundo ou a outros temas russos.

Os negócios vão muito bem. Por dia, três ou quatro estrangeiros aparecem querendo tatuagens, a maioria com símbolos da Copa do Mundo. Quem não consegue terminar o desenho escolhido em uma seção, marca datas para depois da final, quando já terão curtido ainda mais nosso país", diz Alexander Sipkin, dono do estúdio de tatuagens Dragon, no centro de Moscou.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies