Poeta embriagado deixa prédio inteiro de São Petersburgo sem água

Pixabay
Em vez de abrir a porta do apartamento, homem recitava poesia para os encanadores.

No último sábado (24), os moradores de um edifício no centro de São Petersburgo ficaram sem água porque as autoridades locais foram obrigadas a bloquear um hidrante para consertar um vazamento em um dos apartamentos.

A chamada teria sido rotineira para os encanadores se eles não tivessem tido problemas ao tentar entrar em contato com o dono da residência – um senhor de idade avançada que, segundo os vizinhos, tem problemas com bebida alcóolica.

O homem se recusou a deixar os encanadores entrarem em sua casa e, ao invés disso, resolveu receitar poemas do outro lado da porta trancada.

Mais tarde, descobriu-se que o rompante não se deveu somente à bebida. O morador em questão é também escritor de poesia e romances, publicando-os sob o pseudônimo Anatol Arm. Uma de suas obras é chamada “Um rolo compressor no cemitério”.

Achou curioso? Então não deixe de ler "De Pedro, o Grande a Iéltsin, os maiores beberrões da liderança russa". 

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies