Vídeos registram implosão de “Torre da Morte”, em Iekaterinburgo; assista

Torre de TV inacabada e abandonada em Iekaterinburgo

Torre de TV inacabada e abandonada em Iekaterinburgo

Torre inacabada nos Urais, que ganhou apelido depois de uma série de suicídios, foi demolida na última sexta-feira (23). Cidade será uma das sedes de Copa do Mundo na Rússia.

A estrutura em Iekaterinburgo (a 1.755 km de Moscou), cuja construção começou no início dos anos 1980, mas foi suspensa em 1991, após várias pessoas escalarem e pularem da torre inacabada, foi implodida em 23 de março. 

A decisão de demolir a torre dividiu os moradores locais entre naqueles que a consideravam um “símbolo da cidade” e outros que a viam como “perigo”. 

Apesar da reputação da torre, algumas pessoas protestaram contra a medida. Paralelamente, muitos moradores aplaudiram o momento da implosão.

A estrutura de 220 metros de altura no coração dos Urais era uma gigantesca flor de concreto com plataforma de observação no topo e foi projetada com base em torres semelhantes em Tallinn, Vilnius e Baku.

No entanto, enquanto os visitantes dessas cidades podem pegar um elevador até o último andar e tomar uma xícara de café em um restaurante que oferece vistas panorâmicas, a torre em Iekaterinburgo apresentava paredes pichadas com frases “a torre cobrou seu preço”. 

Também era possível encontrar um poço de elevador abandonado e uma estrutura metálica enferrujada usada por aventureiros que, sem seguro ou equipamento especial, escalavam a torre.

Desde a década de 1990, a torre não possui dono. Nos anos 2000, um investidor manifestou interesse em terminar a construção, mas a crise financeira frustrou seus planos. 

Em 2013, as autoridades realizaram um concurso para analisar projetos de reconstrução. As propostas incluíam a construção de um farol, uma igreja e até mesmo um escritório de registro civil. Porém, mais uma vez, a falta de verba impediu que qualquer um desses projetos fosse levado adiante.

Leia aqui mais notícias sobre Iekaterinburgo.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies