Às vésperas da Copa, cidades-sede abrirão novos abrigos para animais de rua

ShutterStock/Legion Media
Ativistas dos direitos dos animais vão ajudar agências estatais na coleta e doação. Um dos planos é tratar cães e gatos e torná-los ‘cidadãos’ oficiais.

As cidades russas que receberão as partidas da Copa do Mundo da FIFA 2018™ irão ganhar mais abrigos para animais de ruas, segundo as autoridades regionais.

Os ativistas dos direitos dos animais ajudarão as agências de controle estatais a recolher animais de rua, cuidar deles e encontrar um novo lar para eles.

Em algumas cidades, as entidades criarão novos abrigos antes da Copa do Mundo, enquanto, em outros municípios, as organizações pretender ajudar os torcedores dispostos a preencher a papelada necessária para adotar um gato ou um cachorro.

De acordo com o jornal russo “Izvêstia”, o presidente da comissão de Ecologia e Proteção Ambiental da Duma (câmara baixa do Parlamento russo), Vladimir Burmatov, declarou que o comitê organizador do evento o Ministério dos Esportes russo planejam obrigar as cidades-sede a construírem tais abrigos.

Cachorro-cidadão

As autoridades das cidades-sede da Copa de 2018 garantem que a eutanásia de animais de rua não é uma opção a ser considerada. Especialistas disseram à TASS que novos métodos para lidar com o problema estão sendo desenvolvidos.

Por exemplo, em Iekaterinburgo, há planos de tornar esses animais “cidadãos” legítimos. Para isso, cães e gatos terão de ser submetidos a tratamento veterinário e castração. Na sequência, os animais receberão chip e um passaporte com foto, além de identificações coloridas, indicando que não representam perigo.

No entanto, de acordo com a Prefeitura local, a implementação do projeto requer a adoção de um nova lei federal de proteção animal, atualmente em tramitação.

A Copa do Mundo da FIFA 2018 será realizada entre 14 de junho e 15 de julho de 2018, em 11 cidades russas – Moscou, São Petersburgo, Kazan, Níjni Nôvgorod, Saransk, Kaliningrado, Volgogrado, Iekaterinburgo, Samara, Sochi e Rostov-no-Don.

Leia aqui as histórias de cinco russos que mudaram a vida de animais abandonados (e suas próprias).  

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies