Cidades-fantasmas russas de arrepiar os cabelos

Veja só nossa seleção de cidades desertas, os cenários ideais para filmes de terror e filmes pós-apocalípticos!

Verkhniaia Gubakha

Por séculos Verkhniaia Gubakha foi uma cidade industrial típica nos Urais. Suas raízes remontam ao século 18, quando um depósito de minério de ferro foi descoberto ali.

Na década de 1970, a situação ecológica piorou tanto devido a uma fábrica de químicos e de coque próxima que os moradores foram transferidos para outras cidades.

Iultin

Quando um dos maiores depósitos polimetálicos do mundo foi descoberto perto da Montanha de Iultin, no Extremo Oriente da Rússia, em 1937, surgiu ali uma cidade e as pessoas iam para lá para ganhar dinheiro.

Ela existiu até a crise econômica da década de 1990, quando a extração já não era mais lucrativa. Agora, somente tempestades de quartzo aparecem na cidade deserta.

Alikel

Uma das inúmeras cidades militares abandonadas da Rússia, Alikel, próxima da cidade siberiana de Norilsk, foi fundada para abrigar pilotos militares.

Mas quando o esquadrão de ar foi transferido novamente, a cidade e seus novos prédios no meio da tundra foram deixados no esquecimento.

Kadiktchan

Quando, em 1996, a explosão em uma mina de carvão matou seis pessoas, o destino de Kadiktchan foi condenado. A mina foi fechada e os habitantes, obrigados a saírem para procurar trabalho em outro lugar.

Mas centenas de pessoas se recusavam a sair. Somente quando a sala de caldeiras foi fechada é que se tornou impossível sobreviver ao duro frio do Extremo Oriente da Rússia, e Kadiktchan virou uma cidade fantasma.

Kursha-2

Kursha-2, na região de Riazan, a 200 quilômetros de Moscou, não teve melhor destino. Em 1936, a cidade foi completamente destruída por um enorme incêndio que matou quase toda sua população, de 1.200 pessoas. Hoje, uma vala comum guarda os restos mortais de seus moradores escondida entre as ruínas.

Mologa

A antiga cidade de Mologa, localizada na região de Iaroslavl foi fundada no século 13. Infelizmente, porém, ela não conseguiu sobreviver ao século 20.

Durante a criação do reservatório de Ribinsk, a cidade foi inundada e a população foi evacuada em cima da hora.

Às vezes, quando o nível da água desce, é possível ver as antigas casas. Alguns ex-moradores retornam com seus filhos e netos para visitar sua antiga “terra natal”, como a chamam.

Khalmer-Iu

A existência de Khalmer-Iu, na República de Komi, também dependia de sua mina de carvão. Quando ela fechou, na década de 1990, o destino do lugar foi selado e ele foi abandonado.

Mas a Força Aérea da Rússia usa hoje a área para a prática de bombardeios. Em 2005, um bombardeiro estratégico Tu-160 com Vladimir Putin a bordo derrubou alguns edifícios ali.

Finval

Esta cidade para marinheiros e membros de suas famílias foi fundada próxima a uma base militar de submarinos na Península de Kamtchatka. Quando os submarinos foram transferidos, porém, Finval foi relegada a cidade fantasma.

Tcharonda

Por muitos anos, Tcharonda, às margens do lago Voje, no norte da Rússia, foi uma cidade próspera com população de 14 mil durante o século 17.

Ao longo do tempo, suas estradas morreram lentamente, cortando os laços com a região. Hoje, só se pode chegar a Tcharonda através da água.

Gostou? Então descubra mais sobre as cidades que foram submersas na era soviética.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies