Quantas Moscous existem por aí?

Rio Moscou, edifício do Ministério dos Negócios Estrangeiros e centro empresarial Moscow City (ao fundo) e Kremlin (à dir.)

Rio Moscou, edifício do Ministério dos Negócios Estrangeiros e centro empresarial Moscow City (ao fundo) e Kremlin (à dir.)

Mikhail Metzel/TASS
A capital russa não é o único lugar chamado ‘Moscou’ neste planeta. E você provavelmente se surpreenderá ao saber onde a maioria deles está localizada.

Existem aproximadamente 30 cidades e aldeias chamadas Moscou em todo o mundo. A maioria deles, por inusitado que pareça, ficam nos EUA – onde há mais de 20.

Somente três Moscous (tirando a capital) estão localizados na Rússia: uma na região de Tver, outra na região de Pskov, e uma terceira na região de Kirov.

Conheça sete maneiras de visitar ‘Moscou’ sem nem mesmo ir à Rússia.

  1. A Moscou mais europeia

A Moscou belga (cuja grafia é, de fato, Moscou, como em português) está localizada em Ghent. O assentamento nos arredores da cidade foi nomeado em homenagem ao Exército imperial russo, baseado lá durante as Guerras Napoleônicas de 1814 a 1815. Moscou tornou-se distrito de Ghent em 1977 – 5.000 pessoas vivem lá atualmente.

  1. A Moscou mais antiga da Europa (além da original)

A pequena cidade de Moskwa foi fundada na Polônia em 1418. Situada a 130 km da capital Varsóvia, tem população de apenas 110 pessoas. Diz a legenda que um latifundiário chamado Plitchta fundou o lugar depois de retornar de Moscou russa.

  1. Moscou com espírito asiático

A aldeia de Moscou no sul da Índia recebeu esse nome dos comunistas locais, inspirados pela Rússia soviética. O local é habitado por indianos chamados Lênin, Gagárin, Khruschov, Brejnev e Púchkin. A tendência indiana de dar nomes de russos famosos às crianças vem diminuindo desde o colapso da URSS.

  1. Moscou no rio Volga Burn
A road sign welcomes careful drivers on August 7, 2013 in Moscow, Scotland.

Esse pequeno vilarejo, também chamado Moscou, fica em East Ayrshire, na Escócia. O nome original, Moss-hall ou Moss-haw, foi alterado em 1812 devido às Guerras Napoleônicas. Após a Guerra da Crimeia, de 1853 a 1856, os refugiados russos se estabeleceram nessa região e começaram a dar nomes russos aos lugares nos entornos. Atualmente, apenas 118 pessoas vivem lá. Um riacho fluxo chamado Volga Burn flui através da aldeia (o Volga é o mais longo da Europa e o mais famoso rio russo).

  1. A Moscou mais populosa nos EUA

Há mais de 20 Moscous nos Estados Unidos, mas a de Idaho é a mais populoso: 24 mil pessoas moram ali. Embora essa cidade chame Moscou há mais de um século, nem sempre foi assim; a área já foi conhecida como Hog Heaven devido à riqueza do solo. Quando a primeira agência de correios dos EUA abriu em 1872, a cidade se chamava Paradise Valley, mas mudou para Moscou (sem motivo aparente) em 1875.

  1. A típica Moscou americana

Acredita-se que essa cidade na Pensilvânia tenha recebido o nome na década de 1850 pelo reverendo Peter Rupert, um ministro luterano chegado da Rússia. Não há, porém, provas concretas de que ele, nem colonizadores russo, tenham dado esse nome à área. É possível também que tenha sido renomeada Moscou por capricho do agente do correio Leander Griffen, que abriu o primeiro armazém do assentamento, em 1854.

Hoje, trata-se de uma pequena cidade, com menos de 2.000 moradores, como a maioria das outras Moscous nos EUA.

  1. A área que presenciou a Batalha de Moscou no século 19

A cidade de Moscou no Tennessee testemunhou batalhas durante a Guerra de Secessão em 4 de dezembro de 1863. Ali há um memorial da Batalha de Moscou.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies