Exército russo lançará loja virtual de roupas

Loja física do Exército russo no centro de Moscou

Loja física do Exército russo no centro de Moscou

Ramil Sitdikov/RIA Novosti
Uniformes usados em operações especiais, botinhas militares para crianças e até mesmo um iPad Mini de ouro – esses são apenas alguns dos produtos militares que estarão disponíveis on-line para envio a qualquer parte do mundo.

O Ministério da Defesa da Rússia planeja abrir uma série de lojas de roupas sob a marca “Exército da Rússia” na Europa, nas Américas e na Ásia. Seu primeiro passo, porém, será a adaptação de seu site à realidade dos clientes estrangeiros.

Dentro de alguns meses, diversos tipos de produtos (e quinquilharia) militares russos estarão disponíveis na nova plataforma on-line. 

Cerimônia para novos cadetes no movimento juvenil militar Iunarmia a bordo do antissubmarino de guerra Severomorsk, da Frota do Norte russa. Grupo foi fundado e recebe suporte do Ministério da Defesa russo

As roupas usadas atualmente pelos diversos setores do Exército russo serão vendidas em tamanhos variados para atender todas as idades.

Soldados russos reunidos enquanto insurgentes e suas famílias evacuam o distrito sitiado de Waer, na cidade síria de Homs, após um acordo entre rebeldes e o Exército do país, em 18 de março de 2017

É claro que as lojas do Exército não disponibilizarão armas, como as novas metralhadoras AK-12 ou AK-15, mas, ao vestir as roupas, os idealizadores acreditam que o cliente “terá uma amostra do que é ser soldado”.

Um dos itens que estará disponível para venda é o portianki russo (envoltórios especiais para pés usados antigamente ​​pelo exército).

Entre os objetos mais sofisticados – e também caros – está a “edição militar” de ouro de mini iPad que ainda vem em uma caixa feita de pau-brasil.

Há também opções femininas, como um lenço de seda estampado com símbolos militares.

Em futuro próximo, a “Exército da Rússia” apresentará sua nova coleção outono-inverno 2018. Segundo os gestores, todos os recursos destinados com as vendas serão destinados a campanha síria e soldados que combatem terroristas no Oriente Médio.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.