Seleção russa registra sua pior classificação no ranking da Fifa

Em última rodada de amistosos, Rússia obteve 2 vitórias, 2 empates e 3 derrotas

Em última rodada de amistosos, Rússia obteve 2 vitórias, 2 empates e 3 derrotas

Artiom Korotaiev/TASS
Não participação em eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 influencia colocação. Seleções do Brasil, da Argentina e da Alemanha lideram ranking.

A seleção de futebol da Rússia caiu do 61º lugar para a sua pior colocação, em 63º, no ranking da Fifa, acumulando 561 pontos.

Em novembro de 2016, a seleção da Rússia sofreu uma queda abrupta e registrou o então segundo pior recorde, em 55º lugar, desde o último mínimo, em 40º lugar, em 1998. No mês seguinte, a equipe recuperou uma posição, mas, em fevereiro de 2017, perdeu cinco lugares e estacionou em 61º, batendo um novo recorde negativo.

A queda acentuada no ranking tem como principal motivo, porém, o fato de a Rússia ser o país anfitrião do próximo torneio.

A seleção russa não está participando das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, e partidas oficiais contam mais pontos do que amistosos (o ranking da Fifa é baseado em todos os jogos disputados pelas seleções, tanto oficiais como amistosos).

Além disso, a equipe russa pegou uma maré de azar no Campeonato Europeu de 2016 e não conseguiu chegar às finais.

Após o campeonato, a seleção participou de sete amistosos. O primeiro, com a Turquia, terminou em empate (0-0). Na sequência, a Rússia obteve uma vitória contra Gana (1-0), mas perdeu para Costa Rica (3-4) e Qatar (1-2). Nas outras três partidas, a Rússia venceu a Romênia (1-0), perdeu para Costa do Marfim (0-2) e empatou com a Bélgica (3-3).

A seleção do Brasil (1.715 pontos) permanece como líder do ranking da Fifa desde abril, seguida da Argentina (1.626) e da Alemanha (1.464).

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.