Wada confirma possibilidade de adesão russa ser restaurada até novembro

Sede da Agência Mundial Antidoping (Wada), em Montreal

Sede da Agência Mundial Antidoping (Wada), em Montreal

Reuters
País deverá poder participar plenamente de Jogos Olímpicos de Inverno 2018.

A Rússia tem todas as chances de reaver sua adesão à Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) até novembro deste ano, informou o presidente do órgão, Craig Reedie, à agência de notícias TASS.

A declaração foi dada após discurso do ministro dos Esportes russo, Pável Kolobkov, no simpósio anual da Wada, na segunda-feira (13).

Na ocasião, Kolobkov anunciou que a Rusada (Agência Antidoping Russa) espera receber em maio uma aprovação parcial de sua conformidade com o código da Wada. A readmissão plena, porém, deve acontecer apenas em novembro.

Questionado se seria possível para a Rússia ser reintegrada à Wada ainda este ano, Reedie, da Wada, foi categórico: “Em novembro – sim, é possível”.

“Isso faz parte do roteiro”, acrescentou o presidente do órgão em entrevista à TASS. “Parece ter surgido uma espécie de potencial prévio de conformidade temporária, e eu acho que esse limite de tempo [até maio] é difícil. Mas sim, acho que poderia ser feito em novembro”, acrescentou Reedie.

Ainda segundo o presidente da Wada, a agência não tem quaisquer objeções contra a participação da equipe nacional russa nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 em Pyeongchang, na Coreia do Sul. O torneio acontecerá entre 9 e 25 fevereiro de 2018.

Dois anos de controvérsia

Menos de dois anos atrás, uma comissão independente da Wada conduziu uma investigação das atividades da Rusada, da Araf (Federação Russa de Atletismo), do laboratório antidoping de Moscou e do ministério russo dos Esportes. Os resultados foram divulgados em 9 de novembro de 2015.

A comissão acusou determinados atletas e dirigentes esportivos de uso de substâncias proibidas pela agência e envolvimento em outras atividades relacionadas a violações dos regulamentos internacionais de doping. Os trabalhos do laboratório antidoping de Moscou e da Rusada foram eventualmente suspensos.

Desde janeiro de 2016, o controle dos regulamentos antidoping no setor esportivo russo são exercidos pela Rusada sob a supervisão da agência antidoping britânica.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.