De volta aos ringues, Fiódor Emeliánenko diz negociar permanência no UFC

Emeliánenko após vitória contra Pedro Rizzo, em última disputa antes de pausa na carreira

Emeliánenko após vitória contra Pedro Rizzo, em última disputa antes de pausa na carreira

Vadim Jernov/RIA Nôvosti
Brasileiro Fábio Maldonado enfrentará lenda russa do MMA no dia 17 de junho, em São Petersburgo.

O lutador russo Fiódor Emeliánenko, 39, que se prepara para sua próxima luta, no dia 17 de junho, contra o brasileiro Fabio Maldonado, revelou que pretende continuar sua carreira no UFC, organização de MMA (artes marciais mistas) que produz eventos ao redor do mundo.

Em 31 de dezembro, Emeliánenko voltou a lutar após uma pausa de três anos e derrotou o indiano Singh Jaideep por nocaute técnico, na cidade japonesa de Saitama.

“O UFC e eu ainda não chegamos a um acordo que serviria ambos os lados. Mas estamos chegando lá”, disse o lutador à agência de notícias Tass.

Preparando-se para enfrentar Maldonado, no próximo dia 17, Emeliánenko se diz satisfeito com sua forma física depois de voltar aos ringues. O evento, organizado pela Fight Nights, em parceria com o Rizin FF, acontecerá em São Petersburgo.

“Vou me concentrar mais nos adversários. Estou muito feliz com a minha condição física, com a minha velocidade e resistência”, disse.

Paralelamente à carreira nos ringues, Emeliánenko chegou a trabalhar como assessor no Ministério dos Esportes russo, por convite do próprio presidente russo Vladímir Pútin.

“Quando eu saí em 2012, estava sentindo os ferimentos. Eu me curei e recebi uma oferta de Pútin para trabalhar no ministério. Fiz tudo que podia como assessor. Depois, descansei, e, em seguida, senti vontade de voltar para a luta”, acrescentou.

Além das novas disputas, Emeliánenko continuará exercendo a função de presidente da União Russa de MMA e promovendo os lutadores de seu próprio FiódorTeam.

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?  
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.