Cinco provas de força e loucura de Nigmatullin; veja vídeos

Nigmatullin faz aparições regulares no programa de TV ‘O homem mais forte do mundo’

Nigmatullin faz aparições regulares no programa de TV ‘O homem mais forte do mundo’

Evguêni Khajei/TASS
Girar roda-gigante, puxar trem nas costas e levantar camelo estão entre feitos do russo Elbrus Nigmatullin, o homem que carrega o título de “o mais forte do país”.

Cavalo a galope

Em 3 de março de 2016, este homem de 41 anos oriundo de Tcheliabinsk, a quase 1.300 km a leste de Moscou, se atreveu a repetir um feito do lendário acrobata russo do século 19 Aleksandr Zass (também conhecido como Samson), que, com suas duas mãos, foi capaz de segurar dois cavalos puxando em direções opostas. Porém, enquanto a façanha de Zass pôde ser observada apenas em fotos em preto-e-branco, a proezona do Hércules russo contemporâneo pode ser encontrada no YouTube.

“Este ato de força foi realizado como uma homenagem aos homens fortes da Rússia do século 19, e uma tentativa de reviver as conquistas esquecidas de nossos atletas lendários do passado. Por mais de um século, nenhum atleta no mundo se atreveu a repetir esse ato de força tão perigoso”, declarou Nigmatullin à agência RIA Nôvosti.

Fonte: GTRK Bashkortostan

Ainda segundo o atleta, o treinamento não exigiu a participação dos cavalos.

“Eu usei traves de gol comuns, além de barras paralelas e transversais, como equipamentos de ginástica. Depois, usei barras e halteres em uma sala de ginástica”, contou Nigmatullin ao jornal “Rossiyskaya Gazeta”.

Suspensão de camelo

Nigmatullin nasceu na Bachquíria, uma região ao sul dos Urais que é, em grande parte, habitada por pastores nômades. Em sua infância, competia em concursos locais de luta livre Kuresh (praticada por tártaros e outros povos da Rússia), e depois passou para esportes mais pesados.

Em 2001, mudou-se para um campo de atletismo, onde, em 2005, acabou se tornando o segundo homem mais forte do planeta. Ficou famoso, porém, não por causa de seus prêmios de atletismo, mas pelas performances um tanto excêntricas.

Fonte: Все самое интересное и смешное.

No ano passado, Nigmatullin foi capaz de erguer – por 45 segundos – uma plataforma sobre a qual havia um camelo de 700 kg. Apesar do feito, nem todos sabem que o levantamento deste animal possuía um significado simbólico: o camelo é símbolo da cidade de Tcheliabinsk, onde o atleta nasceu e realizou esta façanha.

Garras de aço: bonde, trem e até roda-gigante

Fonte: 1oblRuChannel

Além de truques espetaculares com animais, Nigmatullin também já demonstrou sua força com os mais pesados meios de transporte. No verão de 2013, por exemplo, conseguiu arrastar sete bondes presos uns aos outros, com peso total de 127 toneladas, por uma distância de 7 metros.

Fonte: Elbrus Nigmatúllin

Para Nigmatullin, entretanto, isso era insuficiente: meses depois, puxou um trem de 320 toneladas por 10 metros ao longo dos trilhos e, em julho de 2014, convocou seu fãs ao parque de diversões de Tcheliabinsk, onde movimentou uma roda-gigante de 34 toneladas por – pasmem – oito minutos, dando uma volta completa.

Fonte: Vladimir toksarov

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.