Deputado sugere que Capello devolva US$ 23 mi depois de “derrota vergonhosa”

Legislador exigiu "pelo menos metade" do montante de volta Foto: Reuters

Legislador exigiu "pelo menos metade" do montante de volta Foto: Reuters

Um deputado do partido Rússia Justa insiste que o técnico da seleção russa, Fabio Capello, rejeite seus honorários devido ao fracasso do time no Mundial do Brasil.

“Nós simplesmente não podíamos nos dar ao luxo de falhar na Copa do Mundo. Dirijo-me a Fabio Capello. Você recebeu 800 milhões de rublos [US$ 23 milhões] por uma vergonhosa derrota. Dê o dinheiro de volta, pelo menos a metade disso”, disse Oleg Pakholkov, representando o partido Rússia Justa, nesta terça-feira (1), perante a Duma (câmara dos deputados na Rússia).

Ele se referiu à escalação de Capello para a seleção nacional como um fracasso. “Quem vai jogar na Copa do Mundo de 2018? O grande técnico diz que devemos buscar talentos no exterior. Os clubes de futebol russos pagam mais de um bilhão de dólares para mercenários estrangeiros. Os clubes são deficitários e apoiados por empresas estatais. Acontece que o futebol estrangeiro é financiado com o nosso dinheiro”, ressaltou Pakholkov.

Ele apontou para o fato de que não havia uma “classe de peso” na seleção. “Olhe para a nossa equipe: todos bem compactos, como um padrão sul-coreano. Quando que transformamos nosso país em um clube de anões esportivos?”, continuou o legislador.

Ele sugeriu desenvolver o futebol nacional por meio treinamento de atletas russos. “Será que não existem talentos locais em todo esse grande país?”, questionou Pakholkov.

A seleção nacional não conseguiu passar da fase de grupos na Copa do Mundo, após um empate com a Coreia do Sul (1-1) e Argélia (1-1), e uma derrota contra a Bélgica (1-0). A Rússia sediará a próxima Copa do Mundo em 2018.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.